Folhapress – O brasileiro Daniel Alves, de 40 anos, condenado a quatro anos e meio de prisão por estupro na Espanha, deixou de constar como uma das lendas do Barcelona, clube pelo qual fez 434 partidas. Desde que deixou a equipe pela segunda vez, em 2022, ele aparecia na página do site oficial do time dedicada a exaltar nomes históricos que vestiram a camisa azul e grená.

Na última quinta-feira (22), quando a sentença do ex-jogador foi anunciada, ele passou a não não aparecer mais na lista. De acordo com o UOL, desde que ele havia sido preso provisoriamente em janeiro do ano passado, o clube já debatia a medida. O ex-jogador foi condenado pelo estupro de uma jovem, então com 23 anos, no banheiro de uma boate em Barcelona, no dia 30 de dezembro de 2022.

Na página dedicada a lendas do time catalão, o brasileiro aparecia ao lado do espanhol Gerard Piqué e do argentino Lionel Messi, conforme é possível verificar por meio do site web.archive.org, que faz um registro de versões antigas de páginas na web.

Bahia também tira Daniel Alves

No Brasil, o museu do Bahia, dentro da Arena Fonte Nova, em Salvador, removeu a imagem de Daniel Alves de suas paredes após o ex-jogador ter sido condenado.

Natural de Juazeiro (BA), Daniel Alves defendeu o Bahia dos 15 aos 19 anos, antes de ser vendido para o Sevilla e se tornar uma estrela do futebol vestindo as camisas do Barcelona e da seleção brasileira. A imagem do ex-lateral ficava numa galeria junto a fotos de outros ídolos do clube.

O gesto do museu do Bahia se soma a outras manifestações contra a imagem do jogador. Em Juazeiro, moradores cobram a retirada de uma estátua de Daniel Alves construída em 2020. A Prefeitura diz que vai aguardar o trânsito em julgado para tomar uma decisão -ainda cabe recurso contra a decisão da Justiça espanhola.

Daniel Alves deve atuar ao menos mais quatro anos. Foto: Reprodução/Twitter Dani Alves
Daniel Alves teve duas passagens pelo Barcelona. Foto: Reprodução/Twitter Dani Alves

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Barcelona tira Daniel Alves de área de ‘lendas’ do site após condenação por estupro

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.