(Reprodução)

GABRIEL VAQUER
ARACAJU, SE (UOL-FOLHAPRESS) – O jornalista e escritor Gustavo Roman, de 45 anos, morreu nesta quinta-feira (30), nos Estados Unidos. Comentarista e narrador do canal de streaming DAZN no Brasil, ele estava internado em tratamento de Covid-19 desde novembro.

A assessoria de comunicação da plataforma confirmou a morte em nota: “O DAZN lamenta profundamente a morte precoce de Gustavo Roman, com quem tivemos o prazer de contar como narrador e comentarista de eventos de tênis nos últimos meses. Nossos sentimentos estão com os familiares neste momento.”

O jornalista informava passo a passo de seu tratamento até o começo de dezembro, quando postou pela última vez no Twitter no dia 3: “Sigo em recuperação. Pelo menos o médico liberou que minha irmã trouxesse meu laptop e mais um livro para ler. Preciso só melhorar a respiração e os pulmões. Os médicos acham que estou com uma pneumonia viral. E que é só questão de tempo para tudo isso passar. Sigo forte na briga.”

Gustavo Roman exerceu funções de narrador e comentarista no rádio, na TV e na internet. Ele também trabalhou como educador físico, professor de tênis, blogueiro e historiador do futebol -dono de um acervo com mais de 16 mil jogos desde 1950.

Como escritor, lançou cinco livros como: “Sarriá 82: o que faltou ao futebol-arte?”, “No campo e na moral – Flamengo campeão brasileiro de 1987”, “150 curiosidades das Copas do Mundo” e “Raça, Amor e Paixão – Os Jogos Inesquecíveis do Flamengo”.