Treinador lamentou cenário ruim da equipe (Felipe Dalke/Banda B)

Mesmo sem jogar a toalha, ficou difícil não admitir que o Paraná vive uma situação muito complicada dentro do Brasileirão. Após a goleada sofrida para o Fluminense, por 4 a 0, na noite desta segunda-feira (08), no Maracanã, o técnico Claudinei Oliveira admitiu o quadro ruim do time e cobrou que os atletas busquem ao máximo honrar a camisa do clube na reta final da competição.

“Independente do resultado, temos menos jogos para sair dessa situação. Temos que ser realistas. Se não ganhamos dez jogos em 28 rodadas, vencer os últimos dez é difícil. Vamos pegar clubes com condições melhores e jogos difíceis, mas não podemos largar e perder de qualquer jeito. Temos que honrar a camisa até o último minuto, suar sangue para conquistar as vitórias. Isso que vamos extrair dos jogadores”, disse o treinador em entrevista coletiva.

Sem nenhuma vitória no comando da equipe, Claudinei Oliveira lamentou o fato de não estar conseguindo alcançar os resultados e afirmou que está tentando extrair o máximo do elenco paranista, que contra o Fluminense alcançou a marca de 55 jogadores utilizados na temporada.

“Me sinto frustrado por não estar conseguindo tirar mais desses jogadores. Estamos tentando passar o máximo para eles nos treinamentos, mas sinto que estão sentindo a questão emocional e isso transcende a função do treinador. Eles têm que aprender a conviver com as frustrações. É um peso muito grande. Estou tentando fazer a minha parte e esperamos reagir para pelo menos terminar de maneira honrada”, comentou.

O Tricolor não vence um jogo desde o dia 15 de julho, quando bateu o América-MG, por 1 a 0, na Vila Capanema, pela 14ª rodada. O próximo desafio será novamente longe de casa, no sábado (13), às 21h, diante do Bahia, em Salvador-BA.

Assista à entrevista coletiva do técnico Claudinei Oliveira:

Claudinei Oliveira em entrevista coletiva no Maracanã após mais uma derrota no Brasileirão

Posted by Esporte Banda B on Monday, October 8, 2018