Foto: Luiz Kozak/Banda B

Após mais um empate na Vila Capanema, o técnico Matheus Costa lamentou os erros da equipe, principalmente no setor defensivo. O Tricolor quase perdeu a partida deste sábado (14), contra o Cuiabá, mas Thiago Rodrigues pegou o pênalti de Paulinho, aos quarenta e três minutos do segundo tempo. O comandante tricolor também exaltou a atuação do goleiro e o apoio da torcida paranista, mas lamentou as poucas chances criadas pelo ataque.

“O início dos jogo nos prejudicou, pois foi um jogo disputado e sentimos a pressão. O nervosismo também nos atrapalhou. No caso do Thiago, ele é muito importante para o grupo. Ele tem crescido muito e é um dos principais pilares da equipe. Assim como a torcida, que nos apoiou durante os noventa minutos.”

Sobre o setor defensivo, Costa admitiu um certo nervosismo com os crescentes erros da equipe na Vila Capanema. “Se estamos com o adversário perto da área, temos de ser inteligentes e não tentar sair com passes curtos, porque podemos perder a bola e esses erros nos irritam e deixam o time mais nervoso. Isso aconteceu algumas vezes contra o Cuiabá”, afirmou em entrevista coletiva após o empate.

Questionado sobre a atuação na noite de hoje, Matheus Costa lamentou os problemas do elenco durante a semana. ” Durante toda a semana nós trabalhamos uma equipe, mas na quinta-feira o Sueliton sentiu um desconforto muscular. Já o Sciola, que não treinou segunda, terça e quarta, precisou entrar em campo de última hora. Assim como o Vitinho, que sentiu uma lesão já no aquecimento para a partida, o vestiário sentiu muito essas ausências e isso nos atrapalhou um pouco”, admitiu o treinador.

O Paraná volta a campo no próximo sábado (21), às 11h, contra o Guarani, em Campinas.