A Polícia Civil do Paraná (PCPR) anunciou, na última quinta-feira (4), que indiciou um torcedor por injúria racial. O nome do envolvido não foi divulgado, mas ele torce para o Operário e teve um Boletim de Ocorrência registrado no dia 11 de março, na vitória do Fantasma por 1×0 sobre o Azuriz, no dia 11 de março.

Na ocasião, o zagueiro Naldo, do clube de Pato Branco, alegou que foi atingido por um líquido vindo da arquibancada e na sequência chamado de “macaco”. Após investigações da PCPR, o torcedor foi identificado arremessando um copo de cerveja em direção ao atleta.

“A partir das informações, instauramos inquérito policial para apurar os fatos e conseguimos identificar o torcedor. Todos os envolvidos foram ouvidos e diligências realizadas, o inquérito foi concluído e encaminhado à justiça para as medidas cabíveis”, afirmou o delegado da Polícia Civil, Derick Moura.

Decisão da Justiça

Agora, o caso será decidido pela Justiça. O torcedor foi indiciado por injúria racial e, se condenado, pode pegar uma pena de até cinco anos de reclusão.

Confusão em Operário x Azuriz, pelo Paranaense
Jogadores do Azuriz tentaram identificar o torcedor que cometeu injúria racial. Foto: Reprodução/N Sports

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Torcedor que cometeu injúria racial em Operário x Azuriz é indiciado e pode ser preso

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.