Neymar está confirmado após susto no começo da semana. (Lucas Figueiredo/CBF)

Depois do empate na estreia, a seleção brasileira busca a primeira vitória na Copa do Mundo contra a Costa Rica, nesta sexta-feira (22), às 9h (horário de Brasília), em São Petersubrgo. Qualquer outro resultado que não seja a vitória levará o Brasil para a última rodada precisando dos três pontos para evitar a eliminação precoce.

Escalação

O técnico Tite não fez nenhum mistério na escalação e realizará uma mudança na defesa. O lateral-direito Danilo foi diagnosticado com dores no quadril direito e fica de fora da partida. Sem o titular da posição, Fagner já foi confirmado como titular na posição. O Brasil jogará com Alisson; Fagner, Thiago Silva, Miranda e Marcelo; Casemiro, Paulinho, Philippe Coutinho, Willian e Neymar; Gabriel Jesus.

Responsabilidade da vitória

O empate na primeira rodada aumenta a responsabilidade de vitória diante da Costa Rica. Tite sabe da importância da partida para a sequência da competição e ressaltou a importância de se manter forte defensivamente. “O caráter decisivo tem. O Thiago Silva colocou uma coisa que parece simplista, mas é sábia. Todos os jogos na seleção temos que jogar bem e vencer. Esse jogo decisivo também. É continuar proporcionado poucas oportunidades ao adversário”, disse.

Situação de Neymar

Após o susto na última terça-feira (19), quando deixou o treinamento com dores no tornozelo, Neymar está confirmado entre os titulares. Tite negou que o atacante tenha regredido fisicamente e mantém o planejamento que o camisa 10 estará 100% fisicamente apenas no mata-mata. “Foi uma pancada que trouxe, mas não retira o projeto inicial. Cinco jogos é o mínimo humano para alcançar a plenitude e ele já acelerou o processo”, comentou.

Na estreia, Neymar foi criticado pela atuação individualista, principalmente após o gol de empate da Suíça. Porém, o craque brasileiro foi defendido pelo comandante. “Os atletas têm a responsabilidade de serem coletivos e individuais. Não vou tirar a iniciativa de transgressor, do último terço do campo, de genialidade. Todos temos que potencializar, mas respeitar a equipe. Último terço, vai dentro”, declarou.

Capitão

Seguindo o rodízio de capitães, o escolhido da vez foi Thiago Silva. O zagueiro vestiu a braçadeira na última Copa do Mundo e esteve no centro de polêmica quando chorou antes dos pênaltis contra o Chile, nas oitavas de final. Depois do Mundial, ele até perdeu a titularidade e recuperou somente nos últimos amistosos.

“Se pegássemos todo mundo que foi criticado na última Copa, teríamos terra arrasada e nenhuma base. A vida não é assim. Coloquei para vocês antes da Copa que havia uma série de atletas com maturidade suficiente para continuar com o rodízio e o Thiago é um deles”, explicou Tite.

O adversário

A Costa Rica perdeu na primeira rodada por 1 a 0 para a Sérvia e precisa da vitória para manter as chances de classificação. O técnico Óscar Ramirez confirmou uma mudança na escalação com a entrada de Bryan Oviedo no lugar de Calvo.

O provável time tem Keylor Navas; Gamboa, González, Acosta e Óscar Duarte; Guzman, Oviedo, Borges e Venegas; Brian Ruiz e Ureña.

FICHA TÉCNICA
BRASIL X COSTA RICA

Local: Estádio Krestovsky, em São Petersburgo (RUS).
Data: Sexta-feira, 22 de junho de 2018.
Horário: 09h (horário de Brasília).
Árbitro: Bjorn Kuipers (HOL).
Assistentes: Sander Van Roekel (HOL) e e Erwin Zeinstra (HOL).