Lodi comemorou primeira chance na seleção (Pedro Martins/MoWA Press)

Demorou, mas o lateral-esquerdo Renan Lodi finalmente está saboreando o sonho de poder vestir a amarelinha. Depois de não ter sido liberado duas vezes por Athletico e Atlético de Madrid para servir a seleção olímpica, o jogador de comemorou a sua primeira oportunidade na equipe principal e espera corresponder para conquistar cada vez mais o espaço.

“Estou muito feliz de estar aqui. Todos sabem o que aconteceu comigo nas duas convocações para a seleção olímpica. Sempre deixei bem claro para o clube que era meu sonho vestir a camisa da seleção. Estou feliz de poder estar aqui, ver ídolos que tenho. É um sonho que estou realizando”, afirmou o atleta em sua primeira entrevista coletiva pela seleção brasileira, em Singapura, onde o Brasil encara Senegal e Nigéria.

Mais jovem da posição para o ciclo que se inicia, Renan Lodi mira o Mundial de 2022, mas admitiu a necessidade de construir o caminho para se consolidar na seleção, que passa muito pela primeira impressão nestes dois amistosos iniciais. “Meu pensamento é de sempre trabalhar para permanecer aqui. É claro que estou de olho la na frente, na Copa do Mundo, mas antes tem Eliminatórias e Copa América e vou trabalhar o máximo possível para poder continuar”, disse.

Na seleção brasileira, além de realizar um sonho de criança, Renan Lodi também tem a oportunidade de conhecer um dos ídolos e realizar desejo antigo de conhecer o principal jogador brasileiro da atualidade. “Falei para a minha noiva que um dia queria estar com o Neymar, jogar contra ele. Não cheguei a falar isso para ele por vergonha. Quando estiver mais solto, vou falar tudo”, brincou.

Aprendizado com Simeone e elogios de Filipe Luís

No Atlético de Madrid desde julho após uma transação milionária com o Athletico, Lodi também destacou a experiência que vem vivendo no futebol europeu, sobretudo da adaptação ao estilo de jogo do novo clube. “Quando cheguei, o Simeone fez uma reunião comigo e mostrou o que precisava melhorar. Na parte defensiva, no um contra um com o atacante. Três meses depois, tive uma nova reunião, ele me disse que estava evoluindo. Todos lá estão me ajudando muito”, contou.

Sucessor do experiente Filipe Luís no time espanhol e também na seleção, Renan Lodi também respondeu sobre os elogios que recebeu do ídolo, hoje no Flamengo, que o colocou como um dos grandes laterais do mundo no futuro. “Fiquei muito feliz. Vou trabalhar muito para que chegue este momento. Não estou pensando agora em ser um dos melhores laterais do mundo. Tenho muito a evoluir e melhorar, mas creio que lá na frente eu posso me tornar”, finalizou o jogador.