Com o fim das quartas de final do Campeonato Paranaense, o Estado já conhece todos os seus representantes da Copa do Brasil e da Série D do ano que vem. Pelo menos as vagas garantidas diretamente via Federação Paranaense de Futebol (FPF).

Classificados para as semifinais do Estadual, Athletico, Coritiba, Maringá e Operário estão garantidos no principal mata-mata do país. Além deles, quem ficou com a quinta vaga de direito da FPF foi o Cascavel. Embora tenha sido o sexto colocado na primeira fase, a Serpente passou o Azuriz no mata-mata, somando três pontos contra um do time de Pato Branco. Como a classificação final é considerada todos os duelos, a equipe aurinegra passou e ficou na quinta colocação geral.

Já para a Série D o Paraná tem três vagas, que ficaram com o Maringá, Cascavel e o Azuriz. Dos oito classificados para as quartas de final do Paranaense, quatro não tinham divisão. Além dos três, o outro que tentava um calendário nacional no ano que vem era o Cianorte, que ainda tem chances de ter calendário nacional.

Vagas paranaenses podem aumentar

Embora sejam cinco vagas na Copa do Brasil, a Federação pode ter seis, sete ou até mesmo oito representantes no torneio em 2025. Para isto acontecer, depende do que Athletico, Coritiba, Operário e Maringá fizerem ao longo do restante da temporada.

Caso o Furacão conquiste uma vaga na Libertadores da próxima temporada, seja conquistando Copa do Brasil ou Sul-Americana, ou até mesmo via Brasileirão, ele se garante diretamente na terceira fase do torneio, dando sua vaga via Paranaense para o sexto colocado, que seria o Azuriz. Situação que ocorreu em 2024, com o Rubro-Negro sendo o oitavo no Campeonato Brasileiro e passando a vaga para o Cianorte.

Além disso, o campeão da Série B também tem o direito de ir diretamente para a terceira fase da Copa do Brasil do ano seguinte. Em 2024, Coxa e Fantasma são os representantes do Estado na segunda divisão. Como os dois já estão no torneio mata-mata da próxima temporada, se faturarem o título da Série B também passam sua vaga do Estadual para outra equipe, que pode ser o Azuriz, o sexto colocado, ou até mesmo o Londrina, que terminou em sétimo, em caso de o Athletico também ir à Libertadores.

Para o Estado ter oito representantes na Copa do Brasil a situação é mais difícil, para não se dizer improvável. O Furacão teria que ir à Libertadores via Sul-Americana ou Brasileirão, o Coxa ou o Operário faturar a Série B e ainda por cima Maringá ou o Fantasma (em caso de título do Alviverde na segunda divisão) faturarem a Copa do Brasil. Assim, nenhum deles se classificaria via paranaense, indo direto para a terceira fase.

Vagas na Série D

Já o Cianorte depende apenas dele mesmo para disputar uma série nacional em 2025. Na Série D de 2024, junto com Maringá e Cascavel, o Leão do Vale pode se garantir em caso de acesso á Série C. Se não conseguir, ainda pode disputar a quarta divisão de 2025 se Maringá ou Cascavel, os outros representantes do Estado, subirem.

Neste caso, Andraus e São Joseense também sonham com uma vaga na Série D, desde que dois ou até mesmo os três paranaenses subam este ano.

Lance de Maringá x Cascavel, pelo Paranaense 2024
Maringá e Cascavel se garantiram na Copa do Brasil e, no mínimo, na Série D de 2025, caso não conquistem o acesso esse ano. Foto: Fernando Teramatsu/Maringá

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Definidos os times paranaenses da Copa do Brasil e Série D de 2025

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.