Fotógrafos não tinham acessos ao jogos após a volta do Campeonato Paranaense. Foto: Divugação/ARFOC

A Associação dos Repórteres Fotográficos e Cinematográficos do Paraná (ARFOC Paraná), em parceria com o escritório Sobania Advogados, ingressou na tarde desta terça-feira (28 de julho) com um pedido de liminar contra o cerceamento ao direito de informar. A medida foi tomada em face de restrições adotadas pela Federação Paranaense de Futebol no acesso às partidas de futebol do Campeonato Estadual e a Justiça deu ganho de causa para para a ARFOC Paraná, reestabelecendo o acesso às partidas já nas semifinais do Paranaense de 2020 e nas finais da competição, que acontecem neste final de semana e na próxima quarta-feira.

Presidente da ARFOC, Pedro Serápio destaca que tentou garantir o direito dos repórteres fotográficos dialogando com a Federação, que negou o credencimento dos profissionais da imagem. “Graças a união dos associados, a ARFOC venceu mais um obstáculo imposto pela Federação Paranaense de Futebol, que sempre se cercou de muros para que nós não tivéssemos acesso a eles. Ficamos muito felizes, porque a justiça reconheceu nosso trabalho e o direito a liberdade da imprensa”

Já o advogado Christian Sobania, defensor dos repórteres fotográficos em ações sobre direito autoral, exaltou a liberdade de imprensa e o papel de uma mídia livre na democracia. “O nosso escritório tem como premissa a ética e o respeito à constituição e, assim, entende que a imprensa é pilar essencial à democracia. O escritório, por meio dos advogados, defende vários jornalistas em ações de direitos autorais e a Arfoc em casos como este, onde entendemos que a FPF agiu de forma ilegal. De acordo com a lei e a Constituição Federal, a liberdade de imprensa é devida e os fotojornalistas e cinegrafistas devem ter acesso total aos jogos.”

No pedido feito à Justiça, a ARFOC enfatizou estar ciente que os envolvidos devem ter os devidos cuidados, inclusive orientando todos os associados a terem álcool em gel, máscaras e a manter o distanciamento inbdividual, além de estarem com os testes de Covid-19, solicitados pela FPF. Para o Campeonato Brasileiro, já existe uma determinação da CBF para a que os fotógrafos e as TVs tenham acesso, mesmo que limitado, aos jogos. A ARFOC está monitorando a situação e acompanhará de perto as orientações.