Rio Branco tem apenas 13 jogadores para o mata-mata do Campeonato Paranaense. (Reprodução/Facebook)

O Rio Branco terá uma série de dificuldades para o retorno na volta do Campeonato Paranaense. Sem calendário após o estadual e com dificuldades financeiros, o ‘Leão da Estradinha’ terá apenas 13 jogadores, não realizou treino presencial desde a paralisação em março e ainda terá que jogar longe de Paranaguá, que segue em quarentena restritiva até o dia 21.

Mesmo assim, o Rio Branco sonha com a classificação para a semifinal do estadual e a vaga para a Copa do Brasil de 2021. “Dos treze atletas, muitos já vinham jogando e se conhecem. Mas é claro que é diferente ficar tanto tempo parado. Acredito que temos jogadores experientes para que a equipe vá bem e, se Deus quiser, conseguir passar de fase”, comentou o presidente Erminho.

“Todo mundo sabe da dificuldade do Rio Branco para montar um elenco neste momento, mas contamos com a superação dos atletas para buscar uma vaga para a Copa do Brasil”, acrescentou Erminho, em participação no programa Meio-Dia Esportivo.

O estado do Paraná tem quatro vagas na Copa do Brasil de 2021. Portanto, se o Rio Branco passar pelo FC Cascavel, garante a vaga na competição nacional de 2021. Além da questão futebolística, a classificação seria importante para pagar as contas e montar uma equipe competitiva na próxima temporada.

A primeira partida entre Rio Branco e FC Cascavel acontece neste sábado (18), às 14h, no estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa. Já o confronto da volta será realizado no estádio Olímpico, em Cascavel, em data ainda a ser confirmada pela Federação Paranaense de Futebol (FPF).