Clubes se reuniram em Curitiba para definir a fórmula do Campeonato Paranaense de 2020. (Banda B)

Os 12 clubes participantes decidiram mudar a fórmula do Campeonato Paranaense de 2020. Repetindo os anos de 2015 e 2016, as equipes vão se enfrentar em turno único e os oito melhores avançam para as quartas de final. Todos os jogos de mata-mata serão disputados em ida e volta. Portanto, o estadual terá 17 datas, uma a mais do que o determinado no calendário da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). O torneio começa no dia 18 de janeiro e termina no dia 26 de abril.

Os seis melhores da classificação geral do estadual de 2019 (Athletico, Toledo, Coritiba, Londrina, Operário e Paraná) terão seis mandos de campo. Já os outros cinco participantes (FC Cascavel, Rio Branco, Cascavel CR, Cianorte, União e PSTC) jogarão cinco vezes em casa durante a primeira fase.

Sem limite de inscritos

Ao contrário das duas últimas temporadas, os representantes dos 12 clubes decidiram acabar com a limitação de inscritos. Anteriormente, as equipes tinham que inscrever 30 atletas, com a possibilidade de mudar cinco nomes até a primeira rodada do segundo turno.

O fim do limite de inscritos foi um pedido do Athletico que não poderia disputar a competição com todo seu elenco. Nos últimos anos, o Rubro-Negro jogou o estadual com a equipe de aspirantes. Agora, o clube poderá colocar os titulares em algumas partidas para se preparar para a disputa da Libertadores.

Três vagas para a Série D

Outra mudança no regulamento é que os três classificados para a Série D de 2021 serão definidos através do Campeonato Paranaense. Assim, a Federação extinguiu a Taça FPF Sub-23.