(Carlos Insaurriaga/Brasil de Pelotas)

Em julgamento virtual realizado nesta quinta-feira (04), o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) absolveu o Brasil de Pelotas pelo não cumprimento do fair-play financeiro. Com isso, o Londrina permanece na Série C do Campeonato Brasileiro.

A relatora Alessandra Paiva, o presidente da Comissão Sérgio Leal Martinez, e os auditores José Marcelo Nascimento e Jurandir Sousa votaram pela absolvição do Brasil de Pelotas. O único voto contrário foi do auditor Márcio Torres, que pediu a perda de seis pontos do clube gaúcho e multa de R$ 15 mil.

O julgamento aconteceu após a denúncia do jogador Pará, que ficou com salário atrasado na época em que estava no Brasil de Pelotas. Na defesa, o advogado do clube gaúcho, Marcelo Mendes, declarou que a dívida foi quitada com o atleta. “Tendo em vista que os valores foram quitados e o que está sendo executado agora é uma suposta multa pelo suposto atraso no recolhimento do FGTS, fica efetivada a perda do objeto. Ainda há muita discussão com relação ao prazo de 15 dias para pagamento. Esse prazo nem foi concedido e não há de falar em descumprimento. O caminho não é rebaixar e tirar pontos de um clube. Não há que se confundir competência trabalhista com a competência disciplinar. Acredito que o intuito do artigo é pelo pagamento e não pela perda de pontos. Ainda que se entenda que há uma infração que seja sobre o regulamento descrito no artigo 191 do CBJD”, declarou.

Em entrevista à Banda B, Schmitt afirmou que o clube pretende recorrer a todas as instâncias se necessário. “Um resultado logicamente não agradou ao Londrina, vamos recorrer ao Pleno. Se preciso, nós vamos até a FIFA e o CAS também. O fair-play financeiro foi violado. O jogador não recebeu em dia e se for fazer uma análise muito otimista, desde que foi notificado o caso, o atleta só foi receber na melhor das hipóteses no dia 11 de março. Não tem muito o que discutir sobre isso a não ser levar para todas as instâncias. O fair-play financeiro tem que ser cumprido. O regulamento é para todos, e o Londrina se sente altamente prejudicado”, disse.

Na Série B do ano passado, o Londrina terminou na 17ª colocação, com 39 pontos, enquanto o Brasil de Pelotas somou cinco pontos a mais.