(Anderson Stevens/Sport)

Irritado com a não marcação de um pênalti nos minutos finais da derrota por 1 a 0 para o Palmeiras, no último sábado, o Sport enviou um ofício à CBF com uma série de pedidos, como a solicitação da anulação da partida e o fim do uso do VAR em seus jogos no Campeonato Brasileiro.

O protocolo do Sport apresenta quatro pedidos. “Oferecer denúncia ao quadro de árbitros e do VAR, de acordo com o artigo 259 do CBJD; Requer a anulação da partida em razão do descumprimento das Regras e Disposições do IFAB, conforme fundamentação anexada ao pedido; Requer a não utilização de arbitragem de vídeo (VAR) nos jogos a serem disputados pelo Sport na Série A 2020; Requer perícia técnica de vídeo dos lances em questão, e áudio da comunicação entre árbitros de campo de do VAR, dando ciência ao clube de todo o conteúdo.”

A reclamação do Sport acontece, principalmente, em função de lance ocorrido aos 49 minutos do segundo tempo. Naquele momento, o árbitro Dyorgines Jose Padovani de Andrade (ES) marcou pênalti por um toque de mão de Rony na bola dentro da grande área, mas cancelou decisão após avaliar o vídeo da jogada. Momentos antes, o Sport já havia pedido pênalti em Hernane Brocador após uma disputa com Emerson Santos. Esse lance, porém, nem foi checado pelo juiz.

“Que fique claro que, em momento algum, o Sport solicitou e/ou mencionou a retirada ou veto de qualquer nome da Comissão Nacional de Arbitragem, como também nunca cogitou ou cogitará, qualquer ato de desobediência às regras do futebol, que deve ser jogado em campo, com honra e altivez, características natas aos que fizeram e fazem o Sport Club do Recife”, afirma o clube pernambucano na nota.

Derrotado, o Sport ocupa a 14.ª colocação no Brasileirão com 32 pontos. O time voltará a jogar no sábado, quando vai visitar o Fluminense, no Engenhão, pela 30.ª rodada.