Contratado no início do ano Honda poderá deixar o clube em breve. (Divulgação/Botafogo)

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) – A relação entre Honda e o Botafogo está próxima de acabar. O japonês solicitou a rescisão de seu contrato e está de malas prontas para deixar General Severiano.
Integrantes da gestão de Durcésio Mello, presidente eleito do clube, já foram avisados. A informação foi publicada inicialmente pelo GE.
Pelo contrato firmado com o Botafogo, qualquer uma das partes pode rescindir o trato a qualquer momento. Irritado com a demissão de Ramon Díaz, o jogador ameaçou usar a cláusula naquele momento, mas optou por ficar.
O atleta tem uma proposta e está inclinado a trocar a América do Sul pela Europa. Habituado aos costumes orientais, Honda se assustou com a desorganização e o caos político do time alvinegro.
Contratado em fevereiro deste ano, Honda chegou ao clube com status de grande astro e teve recepção de ídolo em sua chegada ao Rio de Janeiro. Apesar dos seus esforços, nunca teve uma grande sequência de bons jogos e não correspondeu.