Jean. (Divulgação)

SANTOS, SP (UOL/FOLHAPRESS) – Após ter o contrato com o São Paulo suspenso, o goleiro Jean, que foi preso nos Estados Unidos sob a acusação de agressão à mulher, já acertou com um novo clube para a temporada de 2020: o Atlético-GO, time que retorna à elite do Brasileiro neste ano.
Segundo apurou a reportagem, Jean será emprestado pelo São Paulo até o fim desta temporada. O clube goiano deve anunciar em breve a nova contratação.

Jean foi solto no dia 19 de dezembro do ano passado após ter sido preso acusado de agressão pela mulher, Milena Bemfica. O casal passava férias na Flórida, nos Estados Unidos, quando a polícia americana foi acionada por funcionários do hotel, como informou o boletim de ocorrência divulgado pela Justiça americana.

Recentemente, ele ficou perto de acertar com outro clube da Série A, o Ceará, mas a repercussão negativa da torcida fez com que a diretoria desistisse da contratação do goleiro de 24 anos, revelado pelo Bahia -o time alvinegro acabou contratando Fernando Prass, ex-Palmeiras.

A denúncia de agressão foi feita pela mulher em vídeos postados em seu Instagram. Ela disse ter sigo agredida pelo goleiro durante as férias do casal em Orlando, na Flórida (EUA). Jean foi preso no condado de Orange, acusado de violência doméstica, mas acabou solto após pagamento de fiança.

No documento de soltura, a decisão do juiz foi de que o goleiro não pode ter qualquer tipo de contato com a vítima, sua esposa, nem sequer deixar um bilhete ou um recado por intermediários. A única exceção é caso ele seja autorizado por uma ordem judicial. Ele também só pode entrar em contato com suas duas filhas por meio de terceiros, não diretamente.

Segundo o Globoesporte, no boletim da ocorrência, o xerife do caso que foi ao hotel diz que a esposa relata ter recebido oito socos na cabeça. Tentando se defender, ela teria atirado uma chapinha de cabelo no goleiro, cortando sua perna.

No São Paulo desde 2018, Jean nunca chegou a se firmar na posição de titular e fez 19 jogos, apenas um em 2019.