Ninho do Urubu. (Reprodução)

O departamento jurídico do Flamengo fechou acordo, nesta quarta-feira com as famílias de Arthur Vinícius e Pablo Henrique, dois dos dez garotos mortos no incêndio ocorrido no Ninho do Urubu, em 8 de fevereiro de 2019. O anúncio foi feito pelo vice-presidente geral e jurídico do clube, Rodrigo Dunshee.

As famílias que fecharam acordos, até agora, são dos garotos Samuel, Athila Paixão, Bernardo Piseta, Gedson Santos, Jorge Eduardo, Vitor Isaías, Pablo Henrique e o pai de Rykelmo (a mãe entrou com ação na Justiça). A família de Christian Esmérion também chegou a um acordo, por enquanto.

“O presidente sempre colocou como prioridade absoluta estar próximo a família. Estamos sempre trabalhando em respeito às famílias e os meninos que faleceram. Fechamos com família do Pablo Henrique e do Arthur Vinícius. Conversamos pessoalmente com os pais. Conversei com Edson e Sara e graças a Deus eles entenderam. Cada um tem seu tempo. Eles tem toda razão, de vez em quando, de reclamar do Flamengo, do tempo esperado. Flamengo fechou então oito acordos e meio. Vamos tentar fechar os outros”, afirmou Dunshee, no programa Seleção SporTV.

Na semana passada, com a redução da pensão de R$ 10 mil para R$ 5 mil, a negociação entre clubes e familiares havia sido suspensa e a ideia da família de Pablo Henrique, era entrar mais uma vez na justiça.