Flamengo vai disputar o Mundial. (Alexandre Vidal/Flamengo)

O Flamengo divulgou na noite desta quarta-feira (6) que 38 funcionários do clube tiveram diagnóstico positivo de coronavírus. Três deles são jogadores do elenco profissional. Os nomes dos atletas não foram revelados.

A informação coloca em xeque os planos da diretoria rubro-negra de reiniciar os treinos da equipe principal nos próximos dias e a disposição em retomar o Estadual do Rio, paralisado no início de março por causa da pandemia de Covid-19.

Segundo o clube, foram realizados 293 testes entre 30 de abril e 3 de maio, incluídos funcionários e familiares de jogadores. Entre os resultados positivos estão os considerados assintomáticos, que não apresentaram sintomas da doença, mas podem transmiti-la.

“Dos 38 que mostraram reação ao vírus, tivemos seis funcionários do grupo de apoio do Flamengo, dois funcionários de empresas terceirizadas que prestam serviços regulares para o clube, 25 familiares ou pessoas que trabalham em residências de funcionários e jogadores e três atletas do elenco principal; outros dois jogadores apresentaram anticorpos IGG positivos”, diz a nota divulgada pelo clube.

Os infectados foram colocados em isolamento e têm acompanhamento diário. Os sinais vitais e a evolução dos sintomas são examinados.

“Por fim, o Flamengo reafirma que está trabalhando em total sintonia com as autoridades governamentais de forma a, com toda a responsabilidade e segurança, colaborar com o importante retorno às atividades do futebol no menor prazo possível”, termina o texto.

Na última segunda (4), Jorge Luiz Domingos, 68, massagista do Flamengo por 40 anos, morreu devido a complicações causadas pelo coronavírus.