(Divulgação/Juventus)

A Juventus anunciou neste sábado (28) que chegou a um acordo com seus jogadores e seu técnico, Maurizio Sarri, para fazer um corte nos salários que ajudará o clube a economizar 90 milhões de euros (mais de R$ 508 milhões). O Campeonato Italiano está suspenso por causa da pandemia do novo coronavírus.

Sarri e os jogadores concordaram com uma redução equivalente a um corte de quatro meses de salário. Antes de o Campeonato Italiano parar, a Juventus liderava com um ponto de vantagem em relação à Lazio. “A Juventus quer agradecer aos jogadores e ao treinador pelo comprometimento nestes tempos difíceis para todos”, afirmou o clube de Turim em comunicado.

Nas últimas semanas, três jogadores da equipe apresentaram resultados positivos para o vírus: o atacante Paulo Dybala, o zagueiro Daniele Rugani e o meia Blaise Matuidi.

Jogadores de outras grandes equipes europeias, incluindo Bayern de Munique e Borussia Dortmund, na Alemanha, aceitaram cortes nos salários para ajudar as finanças de seus clubes neste momento em que não possuem renda. No início da semana, o ministro dos Esportes italiano Vincenzo Spadafora admitiu que é “muito, muito duvidoso” que o Campeonato Italiano possa retornar no início de maio, conforme planejado anteriormente.