Athletico e Coritiba se enfrentam neste domingo (18), às 18h30, no Couto Pereira, em duelo que vale a liderança do Campeonato Paranaense. Um confronto de treinadores com ideias de jogo diferentes, mas com algo em comum. Até aqui, em nove rodadas, nenhum dos dois repetiu uma escalação sequer.

Situação que deve se repetir no Alto da Glória, uma vez que os dois já estão classificados para o mata-mata do Estadual e o objetivo é dar ritmo de jogo para todos os atletas, além de observá-los em campo, principalmente em duelos mais complexos.

A diferença é que por ser um Atletiba, a conquista do resultado tem ainda mais relevância. Então, dificilmente Juan Carlos Osorio e Guto Ferreira vão poupar seus principais jogadores, até por ser o desafio técnico mais complicado neste Paranaense.

“Vai ser o ideal para o Atletiba, o melhor que eu tiver em mãos. E assim também na sequência. A cada jogo vamos buscar a melhor formação para aquela partida, em termos de quem está mais apto, mais descansado, encaixado em termos técnicos“, já antecipou o comandante alviverde.

“Esta semana nos preparamos para os dois jogos, com duas equipes diferentes. Uma para jogar hoje (contra o Operário) e uma para domingo. Vamos conversar com os atletas, terão trabalhos regenerativos para a maior parte deles e vamos ter o melhor elenco para buscar a vitória“, disse o treinador rubro-negro, após o empate com o Operário.

Atletiba será decidido em detalhes

Mas, com isso, como analisar um embate tático entre Furacão e Coxa? Nas nove partidas anteriores de cada um, basicamente mudaram-se as peças, mas não o conceito de jogo. Na maior parte das vezes, os dois times atuaram em um 4-3-3, com alguns momentos atuando no 3-4-3. A principal diferença é que o Athletico conta com dois volantes marcadores, mas que sabem construir as jogadas – Fernandinho e Erick -, enquanto o Coritiba tem um volante mais marcador, que vem sendo Fransérgio, com Vini Paulista com características mais armadoras.

Outra semelhança são os laterais. Osorio gosta de dar mais liberdade aos jogadores. Tanto é que já destacou diversas vezes que Vinícius Kauê, lateral-esquerdo de origem, pode jogar como meia, enquanto Madson já chegou a atuar como zagueiro. Assim como Guto, que opta por ter na esquerda uma arma ofensiva, segurando o da direita para fechar os espaços, quase como um terceiro zagueiro.

Em outras palavras, o que pode ser visto em campo são trocas de marcações, com os laterais segurando os pontas e o meio-campo ser o principal trunfo na quebra de paredes. Promessa de um duelo truncado, onde quem souber usar melhor o elemento surpresa e a velocidade pode levar a vantagem.

Melhor ataque x melhor defesa

Além disso, de um lado estará o melhor ataque, do Coxa, com 21 gols marcados, contra a melhor defesa, do Rubro-Negro, que foi vazado apenas três vezes. Números que dão um ingrediente a mais para o clássico, principalmente nos nomes.

Artilheiro isolado do Paranaense – e também da temporada no Brasil -, com nove gols, Robson terá pela frente nada menos que Bento, que já foi convocado recentemente para a seleção brasileira. Ao mesmo tempo, o Athletico também conta com o seu camisa 9 matador.

Mastriani já balançou as redes sete vezes em 2024, sendo seis pelo América-MG e uma pelo Furacão. É o segundo maior goleador no Brasil, e vai colocar à prova o jovem Pedro Morisco, sensação do Coxa na Copa São Paulo e que vem tendo atuações seguras no profissional, com apenas 19 anos.

Ou seja, embates diretos e indiretos que prometem movimentar o Atletiba, que pode ser o único em 2024, justamente no ano do centenário. Exceto se os dois se cruzarem no mata-mata, tanto no Paranaense, quanto na Copa do Brasil. De qualquer forma, o próximo tem tudo para ser marcado como um dos grandes clássicos desse duelo centenário.

O Atletiba terá cobertura total da Banda B. A narração será de Marcelo Ortiz, comentários de Cristian Toledo e reportagens de Gabriel Ortiz, Ricardo Brejinski e Vinicius Bittencourt. A transmissão começa às 17h30. Acompanhe a partida pelo AM 550, pelo FM 79.3no nosso aplicativo, nas redes sociais e pelo nosso canal no YouTube.

Atletiba colocará frente a frente ideias de Guto Ferreira e Juan Carlos Osorio
Atletiba colocará frente a frente ideias de Guto Ferreira e Juan Carlos Osorio. Fotos: Geraldo Bubniak/AGB

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Athletico e Coritiba têm suas estratégias para o Atletiba

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.