Por Esporte Banda B

José Maria Marin dá nome ao prédio da CBF. (Divulgação/CBF)José Maria Marin dá nome ao prédio da CBF. (Divulgação/CBF)

Se costumava fazer a diferença dentro das quatro linhas, após a a sua aposentadoria, o ex-meia Alex continua bastante ativo no futebol, agora do lado de fora dos gramados. O ex-jogador do Coritiba, agora comentarista esportivo, costuma expressar sua opinião a respeito de assuntos ligados ao futebol e cobrar autoridades. Nesta quarta-feira (27), o pedido, por meio de uma rede social, foi endereçado ao presidente da CBF, Marco Polo Del Nero.

Alex pede que Del Nero reveja o nome da sede da maior entidade do futebol brasileiro. O prédio da sede atualmente é intitulado ‘José Maria Marin’. O ídolo coxa-branca ainda cobrou uma promessa dos mandatários da entidade de mudanças em “alta velocidade” no futebol brasileiro.

“Presidente Marco Polo, venho aqui te fazer um pedido como um ex-jogador de futebol de futebol e um apaixonado pelo esporte. Recentemente participei de uma audiência pública em Brasília. Lá esteve representando a CBF o senhor Walter Feldman (secretário geral). O representante da CBF pediu um voto de confiança ao povo brasileiro. Já que assumiram a direção da entidade recentemente. E usou a seguinte frase: “VOCÊS SE ASSUSTARÃO COM A VELOCIDADE DAS MUDANÇAS NO FUTEBOL BRASILEIRO”. Em cima da frase do senhor Feldman vem meu pedido. Façam as mudanças necessárias e comecem pelo simples. O prédio da linda sede da CBF no Rio de Janeiro se chamar JOSÉ MARIA MARIN é piada de péssimo gosto. Façam homenagem a quem fez algo pelo nosso futebol por favor. Prédio Mané Garrincha, sede Nilton Santos, complexo Aldair, conjunto Rivaldo (nomes aleatórios). Estudem um nome e substitua o nome do prédio. O pedido de um voto de confiança e a velocidade prometida em audiência pública se faz presente senhor FELDMAN”, escreveu Alex em uma rede social.

Nesta quarta-feira (27), José Maria Marin e outros seis executivos da Fifa foram presos pelo FBI na Suíça, acusados de vários delitos incluindo lavagem de dinheiro e um “esquema” de 24 anos para enriquecer com o futebol. O senador Romário, um dos maiores críticos e desafetos de Marin, comemorou a ação que levou os executivos à prisão.

Alex pede mudança do nome do prédio da CBF. (Reprodução)Alex pede mudança do nome do prédio da CBF. (Reprodução)