Croatas bateram ingleses e garantiram a vaga na decisão (FIFA/Getty Images)

A final da Copa do Mundo de 2018 terá uma seleção inédita. Grande surpresa da competição até então, a Croácia desbancou a Inglaterra na prorrogação, de virada, por 2 a 1, na noite desta quarta-feira (11) – tarde no Brasil -, no Estádio Luzhniki, em Moscou, garantindo a sua vaga para disputar o título mundial pela primeira vez na história.

Ninguém teve mais minutos em campo do que eles no torneio. Tendo que se superar no físico com três prorrogações consecutivas nas fases finais da Copa, os croatas se superaram mais uma vez dentro de campo e, depois de colocarem um ponto final nos contos de fadas de Dinamarca e da anfitriã Rússia, foi a vez do sonho do bicampeonato dos ingleses chegar ao fim ao cruzar com o time do técnico Zlatko Dalic.

A Croácia agora volta a campo no próximo domingo (15), às 12h, para encarar a França, no Estádio Luzhniki, em Moscou, pela grande decisão da Copa do Mundo Fifa de 2018. A Inglaterra entra em campo um dia antes, no sábado (14), às 11h, em São Petersburgo, pela decisão do terceiro e quarto lugar.

O jogo 

A Inglaterra mal deixou os croatas respirarem e saiu na frente já no começo do jogo. Aos quatro minutos, no primeiro ataque dos ingleses, o Dele Alli sofreu falta de Modric na entrada da área. O lateral-direito Trippier cobrou com perfeição, por cima da barreira e sem chances para o goleiro Subasic, abrindo o placar em Moscou.

A vantagem deu ainda mais confiança para os britânicos, que ofereceram perigo duas vezes com o artilheiro Harry Kane. Em um ele mandou para as redes e no segundo perdeu um gol incrível, mas em ambas as jogadas a arbitragem assinalou a posição de impedimento.

Os croatas conseguiram entrar no jogo e crescer somente na parte final, com dois chutes de Rebic, que não ofereceram grandes riscos à meta defendida pelo goleiro Pickford.

O crescimento da Croácia seguiu no início do segundo tempo e criar as melhores chances. Aos 19 minutos, a defesa inglesa deu rebote e Perisic não aproveitou a chance para igualar o placar. Mas, pouco mais tarde, aos 22, o meia não desperdiçou. Após cruzamento de Vrsaljko para a área, o camisa 4 se antecipou à marcação e mandou para o fundo das redes.

O gol de empate deu embalo ao time do técnico Zlatko Dalic, que passou a pressionar ainda mais o adversário. Aos 25, a defesa se atrapalhou em reposição e Perisic pegou a sobra, em chute cruzado, direto no travessão. No rebote, Rebic tentou e Pickford defendeu. Na sequência, aos 27 minutos, Brozovic teve a chance e mandou por cima da baliza.

A Inglaterra tentou responder para aliviar a pressão com o artilheiro Harry Kane, que chutou próximo da trave. Na sequência, Lingard também tentou e também mandou para fora.

Na parte final de partida, as duas equipes tiveram chances de evitar que o jogo fosse para o tempo extra. Aos 37 minutos, Mandzukic recebeu na área e chutou no alto para boa defesa do goleiro Pickford. Aos 46, foi a vez dos ingleses buscarem o gol da vitória pelo alto, com Harry Kane, mas o atacante errou o cabeceio.

Prorrogação e virada croata

Com o empate persistindo no tempo normal, a decisão da vaga na final foi para a prorrogação. Com um primeiro tempo truncado, os britânicos tiveram na bola aérea a chance com Stones, que subiu mais que a defesa após cobrança de escanteio, mas esbarrou em Vrsaljko, que salvou em cima da linha. Já do lado dos croatas, nos acréscimos, Perisic tentou cruzamento na área e o goleiro Pickford se antecipou para salvar antes do ataque adversário.

Se Mandzukic perdeu o duelo para o arqueiro inglês a última cartada do primeiro tempo, na abertura da etapa final ele foi mais esperto. Depois de a Croácia ameaçar, aos dois minutos, com chute de Brozovic, o gol da virada saiu no minuto seguinte. Pivaric cruzou da esquerda, a zaga inglesa afastou e a bola sobrou para Rakitic. O jogador do Barcelona cabeceou para a área e encontrou o camisa 17, cara a cara com o goleiro, para bater cruzado e marcar o segundo gol.

Os britânicos sentiram o gol da virada e encontraram dificuldades para furar o ferrolho dos croatas, que se fecharam e passaram a apostar nos contra-ataques. Em uma dessas jogadas, puxadas por Kramaric, o chute se perdeu pela linha de fundo e assustou Pickford. Daí em diante foi só esperar o apito final e comemorar. A Croácia está na decisão da Copa do Mundo pela primeira vez na sua história.

FICHA TÉCNICA
CROÁCIA 2X1 INGLATERRA

Local: Estádio Luzhniki, Moscou.
Data: Quarta-feira, 11 de julho de 2018.
Horário: 15h (de Brasília).
Árbitro: Cuneyt Cakir (Turquia).
Assistentes: Bahattin Duran e Tarik Ongun (Turquia).
Árbitro de vídeo: Danny Makkelie (Holanda).

Croácia: Subasic; Vrsaljko, Lovren, Vida e Strinic (Pivaric); Rakitic, Brozovic, Rebic (Kramaric), Perisic e Modric (Badelj); Mandzukic (Corluka).
Técnico: Zlatko Dalic.

Inglaterra: Pickford; Walker (Vardy), Stones, Maguire e Trippier; Henderson (Dier), Dele Alli, Lingard e Young (Danny Rose); Sterling (Rashford) e Harry Kane.
Técnico: Gareth Southgate.

Gols: Trippier (ING) aos 4′ do primeiro tempo, Perisic (CRO) aos 22′ do segundo tempo e Mandzukic (CRO) aos 3′ do segundo tempo da prorrogação.

Cartões amarelos: Rebic e Mandzukic (CRO); Walker (ING).