Pedro Moska - Curitiba VôleiPedro Moska, técnico do Curitiba Vôlei. (Wander Roberto/Inovafoto)

O Curitiba Vôlei começou a Superliga Feminina como uma incógnita pelo pouco tempo de preparação e um elenco praticamente reformulado – apenas as centrais Mari Aquino e Valeskinha permaneceram. Mesmo assim, a equipe curitibana foi uma das principais surpresas do primeiro turno e garantiu a classificação para a Copa Brasil ainda com um jogo a disputar.

Em entrevista à Banda B, o técnico Pedro Moska lembrou que em nenhum momento queria usar a curta pré-temporada como desculpa e elogiou o desempenho das jogadoras. “A minha avaliação é positiva. Como falei antes, não gosto de dar desculpa porque todo mundo tem problema, como a Covid. Outras equipes também começaram atrasados e todo mundo teve um pouco de problema. A gente tinha que treinar bem e ainda não sabia o que esperar da equipe antes por não ter feito nenhum jogo antes do Super Vôlei. Não é que me surpreende porque sempre confiei nelas, mas era uma incógnita quando jogassem juntas. Individualmente, eu sei que cada uma pode render, mas tinha a dúvida em relação ao conjunto. Só tenho que agradecer a elas pelo trabalho sensacional”, afirmou.

O Curitiba já ganhou quatro partidas contra São Caetano, Pinheiros, São José dos Pinhais e Brasília, ganhou um ponto nas derrotas por 3 sets a 2 para Sesc/Flamengo e São Paulo/Barueri e perdeu para Osasco, Sesi/Bauru, Minas e Praia Clube. A última partida do primeiro turno será na próxima terça-feira (05), às 19h, contra o Fluminense, no Colégio do Positivo Júnior.

Sequência da temporada

Com a vitória sobre Brasília por 3 a 0, no último jogo de 2020, o  Curitiba Vôlei garantiu a classificação para a Copa Brasil e já abriu oito pontos de vantagem para o primeiro time fora da zona de classificação para os playoffs. O treinador comemorou a ‘gordura’, mas não pretende usá-la no returno.

“A vitória foi importantíssima e afasta mais o Brasília. Abrirmos nove pontos de vantagem e temos uma ‘gordura’ que pretendo não usar. A gente sabe foi 3 a 0 hoje e pode ser outra coisa em Brasília. Tem várias nuances que podem mudar a partida. Estamos em uma crescente e conseguimos ganhar dos adversários que tem que ganhar. Temos que tentar chegar no melhor lugar que pode chegar”, disse o treinador.

O elenco do Curitiba Vôlei ganhou folga até o próximo sábado (02), quando volta aos treinamentos de olho no jogo com o Fluminense. “São três dias de descanso e já volta a treinar no dia 02 justamente por causa do jogo contra o Fluminense. É buscar mais uma vitória no confronto direto e se a gente conseguir marcar mais três pontos é mais um passo gigante para conseguir a classificação entre os oito”, explicou Moska.