Thiago Wild disputa a chave principal do Rio Open em 2020. (João Pires/Foto Jump)

O tenista paranaense Thiago Wild recebeu o convite para a chave principal do Rio Open, principal torneio da América do Sul. O evento será disputado nas quadras de saibro do Jockey Club, no Rio de Janeiro, entre os dias 17 e 23 de fevereiro.

Thiago Wild é um dos nomes mais promissores da geração brasileira e ganhou no final do ano passado o primeiro título de Challenger, em Guayaquil, no Equador. Ele foi vice-campeão da Maria Esther Bueno Cup e já tinha conquistado uma vaga no qualifying do evento. Porém, a organização decidiu dar o convite ao paranaense na chave principal.

Essa será a segunda vez que a jovem promessa brasileira vai disputar a chave principal do Rio Open. Em 2019, Wild caiu na primeira rodada para o japonês Taro Daniel por 2 sets a 1, com parciais de 3-6, 6-3 e 6-2.

“Eu já tive um ano de vivência como profissional, já tenho uns torneios a mais nas costas, um ano a mais de maturidade e é uma oportunidade para mim, pra engrenar nesse ano que ainda não começou da maneira que eu gostaria. E no Rio, local que eu treino, com a nossa torcida, é muito bom jogar e principalmente quero me sentir bem em quadra, feliz com o que estou jogando”, declarou o paranaense.

Além de Thiago Wild, a chave principal do Rio Open conta com mais dois brasileiros: Thiago Monteiro, número um do país, e Felipe Meligeni, campeão da Maria Esther Bueno Cup. Os principais nomes do evento são Dominic Thiem, vice-campeão do Australian Open e número 4 do mundo, Matteo Berrettini, número 8 do ranking da ATP, e Diego Schwartzman, campeão em 2018.