Thiago Wild conquistou o título do Challenger de Guayaquil. (Divulgação)

O tenista paranaense Thiago Wild, de apenas 19 anos, conquistou o maior título da carreira profissional no Challenger de Guayaquil, no Equador. Na grande final, ele derrotou o boliviano Hugo Dellien, cabeça de chave 1 da competição, por 2 sets a 0, com parciais de 6-4 e 6-0, após 1h12min de partida.

O tenista falou que o título coroa o trabalho que vem fazendo. “Eu me concentrei mais em mim mesmo, na parte mental e de consistência do jogo para conseguir o nervosismo para vencer a parte externa do jogo”, disse, através da assessoria de imprensa, direto do Equador.

“A sensação de ganhar o torneio é sempre das melhores, qualquer título conta, é um título. É um resultado de um trabalho que venho fazendo, vou seguir na mesma linha e pegada de trabalho. Venho evoluindo bastante nos últimos meses. Só tenho a agradecer minha equipe e seguir para a próxima que já temos torneio novo para jogar”, comentou.

Com o título, Wild subiu 76 posições no ranking da Associação dos Tenistas Profissionais (ATP) e agora é o número 235 do mundo. A colocação é o suficiente para que o paranaense dispute o qualificatório do Aberto da Austrália de 2020. “Esse resultado é importante, me fez subir bem no ranking e praticamente me coloca dentro do quali do Australian Open, o que me deixa feliz”, comemorou.