Clubes brasileiros podem perder jogadores para a seleção durante a Olimpíada. (Lucas Figueiredo/CBF)

A classificação do Brasil no futebol masculino para a Olimpíada de Tóquio pode gerar uma dor de cabeça para os clubes brasileiros. O calendário não para na disputa do evento no Japão, que será realizado entre os dias 23 de julho e 08 de agosto.

Os times brasileiros estarão em fases importantes das competições nacionais e internacionais entre julho e agosto. No período da Olimpíada estão programas as oitavas de final da Libertadores e da Sul-Americana, a volta das quartas de final e a ida da semifinal da Copa do Brasil e duas rodadas do Campeonato Brasileiro.

Se levar em consideração o período de preparação, os clubes podem perder jogadores em mais rodadas do Campeonato Brasileiro e na ida das quartas de final da Copa do Brasil.

Já os times europeus também devem dificultar ainda mais a liberação dos seus atletas para a disputa da Olimpíada. A maioria deles estará em pré-temporada para um calendário recheado de competições e alguns até já estarão em campo nas fases preliminares da Liga dos Campeões e da Liga Europa.

É importante lembrar que nenhuma equipe é obrigada a liberar seus jogadores para a disputa da Olimpíada por não se tratar de uma competição oficial da Fifa. Isso pode fazer com que o Brasil não conte com seus principais jogadores na busca pelo bicampeonato olímpico.