Tiago Chulapa. (Divulgação)

O atacante Tiago Chulapa, revelado pelo Paraná e atualmente no Rayong, da primeira divisão da Tailândia, viveu uma situação emblemática quando jogava em Omã. Em entrevista à Banda B, o jogador contou sobre a vez em que se deparou com tanques de guerra no caminho para o estádio.

A situação aconteceu na época em que jogava pelo Sur, clube de Omã, país com quase cinco milhões de habitantes no oriente médio. No caminho para Mascate, capital do país, o atacante viu diversos tanques de guerra na rua que até cercaram o ônibus do time.

“Foi uma situação meio atípica e não é sempre que acontece. A gente estava indo para uma partida da Copa do Sultão e no meio da pista tinha muitos tanques de guerra e policiais fortemente armados na beira da rua. A gente passou no meio deles e eu não sabia o que era”, relatou Tiago Chulapa.

O susto só passou para o atacante depois que ele soube o motivo dos tanques de guerra estarem nas ruas. “Quando chegou no estádio, eu perguntei para os jogadores e eles me explicaram que era por uma invasão de nativos do Iêmen que estavam fugindo para Omã. Estava tendo guerra no Iêmen na época e estavam fugindo para Omã. Porém, não sabiam diferenciar quem estava fugindo e quem estava entrando em Omã para atacar o país”, comentou.

“Fiquei com muito medo quando vi os tanques de guerra e não sabia o que estava acontecendo. Depois da explicação, eu fiquei com mais calma. Uma ou duas semanas depois desse episódio já ficou tranquilo e voltou ao normal”, acrescentou o jogador.