Curitiba Vôlei precisa vencer por 3 a 0 ou 3 a 1 para se classificar à Copa Brasil. (Diego Wladyka/Curitiba Vôlei)

O Curitiba Vôlei enfrenta o São Paulo/Barueri, do técnico José Roberto Guimarães, nesta terça-feira (14), às 19h30, no Ginásio José Corrêa, em Barueri. Após a derrota dos dois times na última rodada para Fluminense e Pinheiros, respectivamente, o jogo virou uma ‘final’ por uma vaga para a Copa Brasil, torneio que reúne os oito melhores do primeiro turno da Superliga.

A equipe curitibana é a 9º colocada da Superliga, com 11 pontos, enquanto o time paulista é o oitavo, com um ponto a mais. Para se classificar à Copa Brasil pelo segundo ano consecutivo, o Curitiba precisa vencer fora de casa por 3 a 0 ou 3 a 1. Em cinco jogos realizados longe do Ginásio da Universidade Positivo, foram duas vitórias (Valinhos e Pinheiros) e três derrotas (Sesi/Bauru, Minas e Praia Clube).

“A gente continua ainda dependendo das nossas forças para se classificar para a Copa Brasil. É uma tarefa muito difícil, a gente precisa ganhar de Barueri por 3 a 0 ou 3 a 1 para ficar na frente deles e entre os oito. Vamos para brigar de igual para igual para se classificar e também ficar entre os oito, o nosso objetivo após o final da fase classificatória”, declarou o técnico Durval Nunes, o Duda.

Quem vai jogar de líbero?

Sem Aninha, que rompeu o ligamento do joelho, Duda improvisou a experiente Valeskinha como líbero no jogo contra o Fluminense. A tendência para o compromisso desta terça é que a ponteira Vivi Braun jogue na posição. “Com a lesão da Aninha, a gente ainda está testando e arrumando saídas para suprir essa necessidade. Estamos testando ainda uma outra possibilidade para não deixar a Valeskinha de líbero e pensamos na Vivi Braun de líbero. A gente perde um pouco sem a Vivi Braun de Ponteira, mas ganha em outras coisas. A gente está tentando achar várias soluções para ir com a melhor equipe possível”, explicou o treinador.