Brasil não terá representantes no futebol no Pan de 2019. (CBF)

Pela primeira vez desde 1999, o Brasil não terá representante no futebol dos Jogos Pan-Americanos. A seleção masculina ficará de fora da competição em Lima após terminar em quinto do lugar do hexagonal final do Sul-Americano sub-20. Já a seleção feminina não estará no Peru por conta de um regulamento estranho da Conmebol que não classificou o campeão da Copa América para o Pan.

Resultado ruim no masculino

A seleção brasileira foi para a disputa do Sul-Americano sub-20 como uma das favoritas para conquistar uma das vagas no Pan-Americano (os três primeiros se classificaram para Lima). Porém, a equipe comandada por Carlos Amadeu teve uma campanha irregular, terminou em 5º lugar e ficou de fora até do Mundial da categoria.

O Brasil é o segundo maior vencedor dos Jogos Pan-Americanos, com quatro conquistas (1963, 1975, 1979 e 1987). A última vez que a seleção chegou à final foi nos Jogos de Santo Domingo, em 2003, quando perdeu para a Argentina por 1 a 0. Já no Pan de 2015, o Brasil levou a medalha de bronze após vencer o Panamá por 3 a 1.

Título da Copa América no feminino, mas sem a vaga no Pan

A seleção feminina confirmou o favoritismo na disputa da Copa América de 2018, com sete vitórias em sete jogos e apenas dois gols sofridos. Porém, o regulamento da competição impediu a classificação do Brasil para o Pan-Americano.

De acordo com o regulamento, o campeão da Copa América levou a vaga para a Copa do Mundo e para os Jogos Olímpicos de 2020. As vagas para o Pan ficariam com os terceiro e quarto colocados (Argentina e Colômbia, respectivamente).

Das cinco edições que contou com o futebol feminino, o Brasil levou a medalha de ouro em três delas (2003, 2007 e 2015). Na última vez, a seleção brasileira foi campeã invicta e derrotou na final a Colômbia por 4 a 0, com gols de Formiga, Maurine, Andressa Alves e Fabiana.