José PereiraJosé Pereira joga na última semana de 2020 na Tunísia. (Nelson Toledo/Fotojump)

O tenista José Pereira retorna às quadras após dez meses em torneio na cidade de Monastir, na Tunísia. Em entrevista à Banda B, antes da estreia, o alagoano radicado em Curitiba afirmou que o nascimento da filha Martina, em 11 de novembro, virou motivação para competir novamente.

“A experiência de ser pai é extraordinário e queria muito. Uma experiência inacreditável e a minha filha é o meu maior foco. A ordem é minha filha, minha família e o tênis. Ela foi um dos grandes motivos para voltar a jogar. Eu quero que ela cresça e me veja jogar. Quero um dia ela fora da quadra vendo meu jogo e torcendo por mim”, disse Pereira.

O retorno ao circuito profissional acontece na última semana de 2020. Ele é o único brasileiro em quadra na virada do ano e estreia na Tunísia contra o austríaco Alexander Erler, nesta quarta-feira (30), não antes das 6h30 (horário de Brasília). “A minha expectativa é conseguir acabar bem o jogo, me sentir bem fisicamente e mentalmente, e sentir a sensação de novo de competir. Óbvio que vou ficar muito contente se sair com a vitória e vou lutar o máximo por isso, mas o foco principal não é esse”, comentou.

“É uma experiência para ver como estou e avaliar como está o meu nível na volta. Fiquei 10 meses sem competir e treinar, só voltei a treinar há um mês e meio. Tomara que meu corpo consiga reagir da forma que acho que vai reagir e a minha cabeça também”, acrescentou.

Calendário

Nas primeiras semanas de 2021, Pereira disputará mais um torneio na Tunísia e outro no Egito antes de retornar ao Brasil. “Eu vou jogar essa semana agora na Tunísia, jogo mais uma aqui na semana que vem e vou para o Egito na terceira semana. Aí eu volto para o Brasil, mas não sei ainda o que eu faço. Provavelmente, eu devo voltar para algum desses resorts onde está tendo torneio e é mais seguro na pandemia”, contou.