Curitiba Vôlei aguarda por Minas ou Praia Clube nas quartas da Superliga. (Pedro Melo/Banda B)

O Curitiba Vôlei ficou com a última vaga para as quartas de final da Superliga Feminina. Depois da derrota para Osasco, na última sexta-feira (08), o time curitibano contou com os resultados negativos de São Caetano e Pinheiros para garantir a classificação aos playoffs logo no primeiro ano na elite do voleibol brasileiro.

“É um merecimento do nosso time por tudo que a gente fez até hoje, um primeiro turno brilhante. O objetivo do projeto era se manter na Liga A e vamos disputar os playoffs no primeiro do ano de vida do time na Superliga. É uma história que está sendo escrita da melhor maneira possível”, declarou Ana Cristina, levantadora e capitã do Curitiba Vôlei.

Já o técnico Clésio Prado agradeceu a todos do projeto pelo objetivo conquistado. “Muito obrigado de coração a cada um que faze deste projeto. A dedicação, o empenho, a superação, o respeito, a humildade e a confiança são fundamentais. Agradecer aos patrocinadores, apoiadores, gestores, familiares e imprensa. Por fim, agradecer imensamente o apoio diário que vem das arquibancadas e as mensagens. Vocês são nossos combustíveis. Parabéns mais do que merecido às nossas atletas e comissão técnica… Guerreiras e guerreiros”, postou, em sua conta no Facebook.

Antes das quartas de final, o Curitiba Vôlei disputa a última rodada da fase de classificação contra o Minas, líder da Superliga, na próxima sexta-feira (15), às 21h30, no Ginásio da Universidade Positivo. Se terminar em primeiro lugar, o atual vice-campeão mundial será o adversário da equipe curitibana nos playoffs.