Curitiba Vôlei. (Reprodução/Instagram)

Com pouco mais de um mês de preparação, o Curitiba Vôlei estreia na temporada 2020-2021 na disputa do Super Vôlei. A equipe curitibana joga nesta quinta-feira (29), às 20h, contra o Praia Clube, pelas quartas de final da competição que reúne os oito melhores da última Superliga. Todos os jogos do torneio acontecem no Centro de Desenvolvimento da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), em Saquarema, no Rio de Janeiro.

Se passar de fase, o adversário na semifinal será o vencedor de Sesi/Bauru e Osasco/Audax. Nos outros confrontos das quartas de final, o Flamengo venceu o clássico carioca contra o Fluminense por 3 sets a 1 e o Minas ganhou do São Paulo/Barueri também por 3 a 1.

Elenco

O elenco do Curitiba Vôlei terá apenas dois remanescentes da temporada passada: Mari Aquino, que se recuperou de uma grave lesão no joelho, e Valeskinha, jogadora mais experiente do elenco e campeã olímpica em 2008. A principal jogadora contratada é a ponteira Sassá, de 38 anos, que também conquistou a medalha de ouro em Pequim.

A equipe ainda conta com as levantadoras Bruninha, ex-Minas, e Bárbara; as centrais Vivian e Lays Freitas, ex-São Paulo/Barueri; as líberos Juju Perdigão, ex-Pinheiros, e Isadora, de apenas 16 anos; a oposta Ivna Colombo; e as ponteiras Pietra Jukoski, filha do campeão olímpico Paulão, e Milena, ex-Pinheiros.

Novo treinador

O Curitiba Vôlei será comandado por Pedro Moska, que terá a primeira oportunidade de trabalhar em um clube desde o início da Superliga. Em entrevista à Banda B, o treinador falou sobre o período curto de pré-temporada. “A gente sabe que não é o período de ideal, mas todas as equipes começaram depois. A gente já tem o Super Vôlei contra o Praia e vai tentar fazer o melhor. Todas as equipes tiveram problemas com a pandemia, então não é uma desculpa. É difícil ganhar do Praia, mas é a nossa intenção”, disse.

Moska ainda agradeceu a diretora Gisele Miró pela chance de comandar o Curitiba. “Eu só tenho a agradecer a Gisele pela oportunidade e tentar mostrar o meu trabalho. Já tive a oportunidade de treinar Rio do Sul na Superliga, mas foi só no segundo turno. Não tive a oportunidade de começar a temporada e fazer a preparação do meu jeito. Estou muito feliz”, comentou.