Pato Futsal conquistou o título da Liga pela primeira vez. (Anderson Luís)

O ano de 2018 ficará marcado para sempre na história do Pato com a conquista inédita da Taça Brasil e da Liga Futsal, ambos contra o Atlântico de Erechim. Depois de conquistar o Brasil, o sonho do time paranaense é ganhar seu primeiro título internacional e terá a oportunidade de 2019 com a participação na Libertadores.

O presidente Lavardinha mantém os pés no chão, mas sonha com a conquista da Libertadores. “Pensamos em tudo. Nós sonhamos com uma Libertadores e até com um Mundial. A maior qualidade da nossa equipe é a humildade. Nós sabemos das nossas qualidades, mas também das nossas limitações. Nunca nos colocamos acima do nosso patamar. É claro que a gente sonha e também trabalha para conquistar isso”, declarou, em entrevista à Banda B.

A conquista em Erechim

A final dentre Pato e Atlântico teve diversas reviravoltas durante os 50 minutos. No tempo normal, o time gaúcho dominou a partida e venceu por 4 a 2. Já no tempo extra, o time paranaense abriu o placar com 30 segundos, mas sofreu o empate no minuto final do primeiro tempo. O gol do título veio só nos instantes finais. “Eu sou muito confiante sempre. Nós sabíamos que o resultado era nosso no tempo normal, mas precisávamos ganhar na prorrogação. A maior preocupação era a lesão que tirou cinco, seis jogadores na reta final. Eu trabalho com o Lacerda diariamente e ninguém queria mais do que nós. Mantemos a escrita de nunca ter perdido para o Atlântico, e esse estádio é um pouco o ‘caldeirão do Pato’ também”, afirmou.

“É uma história da minha família e estou tentando dar sequência no legado. Pato Branco é uma cidade que ama essa modalidade, a torcida faz a diferença e mostrou que é a melhor do Brasil. É um fruto de trabalho da diretoria, patrocinadores, conselho gestor e até a prefeitura. Uma equipe que tem prazer de jogar futsal e foi coroada com mais um título de campeão”, acrescentou Lavardinha.

Ouça os personagens do título do Pato Futsal