Marta ainda é dúvida para a estreia da seleção brasileira. (Lucas Figueiredo/CBF)

GRENOBLE, FRANÇA (UOL/FOLHAPRESS) – A seleção brasileira feminina treinou em solo francês pela segunda vez nesta sexta-feira (7), em Grenoble, e Marta mais uma vez não participou normalmente da atividade com as companheiras. A camisa 10 realizou trabalho físico na beira do campo e observou a movimentação das colegas, mas está em fase de transição após lesionar a coxa esquerda e ainda não é possível dizer se estará à disposição de Vadão no domingo (9), na estreia contra a Jamaica.

Este cenário já havia ocorrido nesta quinta (6), no primeiro contato que a delegação teve com a cidade. Se Marta não estiver disponível, Vadão terá como opções para o ataque as atletas Cristiane, Bia Zaneratto, Andressa Alves, Raquel, Geyse, Ludmila e Debinha. A três primeiras são as mais experientes, mas a última chamou atenção com bom desempenho nestes dois primeiros dias de treinamento na França.

A meio-campista Luana já voltou a treinar, mas a zagueira Erika segue em fisioterapia. A jogadora do Corinthians passou boa parte da tarde em pé na beira do gramado, assistindo ao trabalho das companheiras de equipe, e ganhou alguns abraços.

Com a presença de torcedores em Grenoble, o elenco trabalhou jogadas de ataque em metade do campo, cruzamentos, finalizações, pênaltis e cobranças de falta. Por fim, assim como ontem, houve um coletivo. Neste momento, ainda fora das quatro linhas, Marta se levantou e gravou uma mensagem motivacional em vídeo para a CBF.