unnamed

Que Neymar é um craque ninguém pode contestar. Que ele é importante para o time, também não. Mas é fato que ele não é protagonista na equipe catalã, até por formar um trio de ataque junto com um dos maiores jogadores de toda a história do futebol mundial.

A diferença é que Neymar sabe brilhar e ninguém tira isso dele. Messi machucou e na hora certa Neymar assume a responsabilidade do atual campeão de tudo. O adversário, tudo bem, era o modesto Rayo Vallecano, que foi atropelado por 5 a 2 dentro do Camp Nou.

Em compensação, não é fácil marcar o famoso “poker”, como eles falam na Europa, que são quatro gols na mesma partida. Pra fechar uma atuação de gala, uma assistência para o gol de Luisito Suárez pra lacrar a goleada. Aí aparece o trunfo de Neymar, que em momentos decisivos nunca se esconde.

Diferente de todos jogadores que temos na Seleção Brasileira, é impossível negar que Neymar é de longe o melhor, mas é preciso enxergar também que ele é o cara que nunca se esconde e que independente de onde estiver, vai chamar a responsabilidade para suas costas.

São apenas 23 anos de intimidade com a bola e peso pra carregar. E digo uma coisa: nessa geração, não é fácil.