unnamed

Não costumo falar sobre os times do futebol paranaense, até porque acho melhor deixar para o grande comentarista Serginho Prestes no blog Papo Cabeça mas devido ao momento que o Coritiba está vivendo e com a recente demissão do técnico Ney Franco, não consigo fugir do assunto.

A diretoria Coxa-Branca, comandada pelo competente Maurício Andrade e por Valdir Barbosa, que são os caras que realmente mandam já que o presidente Rogério Bacellar não sabe muito das coisas que acontecem nas decisões do futebol (vide Keirrison, que já tinha sido afastado enquanto o mandatário ainda não sabia), quer contratar um jogador pra comandar o clube pelos últimos 4 jogos da competição já que Pachequinho comandará o time contra o Corinthians.

De acordo com o gerente Valdir Barbosa, o treinador que será contratado é o que ficará para o próximo ano. Aí existem alguns problemas nisso: o primeiro é que se for rebaixado, a torcida já vai ficar com um pé atrás, e o segundo é que se não agradar tanto a torcida como a diretoria e for demitido, terá que receber o restante do contrato pois hoje ninguém é burro de fazer um contrato de risco válido até o final do ano.

O principal nome que está em pauta é de Adílson Batista, que não faz um bom trabalho há tempos. O último grande time que conseguiu montar foi o Cruzeiro de 2009, finalista da Libertadores, e depois só trabalhos que não duraram quase nada como Corinthians, Santos, Atlético e São Paulo. Em 2013, na Série B, fez o Figueirense jogar bem mas trocou para ir pra Série A e cair junto com o Vasco. Depois disso, não conseguiu subir o time Cruz-Maltino, que conseguiu o acesso com Joel Santana.

Pensem bem. Esse é mesmo o momento de contratar alguém?