unnamed

Neste domingo (01), acontecerá o Superbowl XLIX, e será sediado em Glendale, no Arizona, no University of Phoenix Stadium, às 21h30, entre o campeão da AFC New England Patriots e o campeão da NFC Seattle Seahawks. Aqui no Brasil, para quem quiser acompanhar, os canais de televisão fechada ESPN transmitem diretamente do estádio na terra do Tio Sam. O objetivo deste post é falar a minha expectativa para a partida mais importante da temporada da NFL, a final.

University_of_Phoenix_StadiumEstádio da final é do Arizona Cardinals

Patriots e Seahawks são dois times diferentes e ambos ótimos. O New England, por exemplo, tem um dos maiores Quarterback’s da história do esporte, Tom Brady, detentor de três anéis (três títulos da liga), mais de 50 mil jardas passadas e vários recordes. Alguns, por exemplo, como o maior número de touchdowns em apenas um quarto (5), maior rating de passes completados em um jogo (92,9%), único QB a vencer três Superbowls com menos de 28 anos e por aí vai.

Excelente passador, Brady tem um alvo principal em seu ataque e não poderia ser diferente, já que Rob Gronkowski é um monstro e precisa ser muito bem marcado pois se não ficará fácil, mas eu não acredito que seja assim. Um cuidado para a defesa do Seahawks é abusar das blitz, porque se não chegar no Brady, ele vai castigar o jogo todo. Já a defesa do Patriots também tem seus bons valores, como o defensive tackle Vince Wilfork e o cornerback Darrelle Revis.

Em compensação, um excesso de confiança por parte do Quarterback do Patriots pode ser um tiro saindo pela culatra pois o Seattle tem a melhor secundária da NFL, liderada pelo gênio Richard Sherman, Cornerback, e ainda conta com outro baita jogador da posição, Byron Maxwell, além da dupla de Safetys formada por Kam Chancellor e Earl Thomas. Cometer qualquer erro de passe contra essa defesa é pedir para perder. Pra tentar não deixar Brady lançar a bola, a missão é de Malcolm Thomas, MVP do último Superbowl.

E por favor, olhos voltados para um dos QB’s mais dinâmicos que já surgiram na NFL, o tal do Russell Wilson, camisa 3 do Seahawks que não só lança passes sensacionais mas também corre como poucos na liga. Os dois alvos principais dos lançamentos são Jermaine Kearse e Doug Baldwin. Por último, um cara que tem o apelido de “besta”, Marshawn Lynch, o melhor Running Back da liga (na minha opinião).

Meu palpite: Seattle Seahawks campeão.