Paraná é o lanterna do Campeonato Brasileiro. (Geraldo Bubniak/AGB)

A torcida do Paraná precisa parar com esse negócio que não devia ter subido e que está passando vexame na Série A. O Paraná ficou 10 anos na Série B e o tempo todo pagando dívidas ou até criando maiores dívidas. Enquanto neste momento, o clube acertou quase todas as dívidas, fez o ato trabalhista para ter a certidão negativa de débitos e acertas as coisas erradas que a gente via antes.

O Paraná contratava muito e demitia muito fácil. Existia um vínculo que acabava mais cedo que o esperado. A estrutura é maior do que antes e um exemplo é o CT Ninho da Gralha, agora remodelado, com três campos ótimos, academia de padrão da Série A e hotel, onde os atletas se concentram para não ter gastos a mais.

São várias situações que o dinheiro da Série A ajudaram. Não é todo time no Brasil que consegue subir da Série B para a Série A e se manter. A diferença de dinheiro é muito grande. Essa reestruturação não passa em subir e ficar, mas passa por subir até o momento que consiga se manter. Temos vários casos assim como América-MG, Avaí, Figueirense e Atlético-GO. Mas temos outros times que erram o planejamento e descem ladeira abaixo, como Santa Cruz e Joinville.