Fórmula 1 lança a F1 Academy, categoria de base para mulheres
W Series foi a primeira iniciativa da F1 para as mulheres. Foto: Divulgação/Fórmula 1

A Fórmula 1 anunciou na última sexta-feira (18) a criação da F1 Academy, categoria voltada exclusivamente para pilotos do sexo feminino. Com o novo campeonato, a F1 pretende dar mais oportunidades para as mulheres chegarem em bom nível em outras categorias de base do automobilismo, como Fórmula 3 e Fórmula 2.

“Tenho o prazer de anunciar a F1 Academy, que dará às jovens pilotos a melhor chance de realizar suas ambições por meio de um programa abrangente que apoie suas carreiras de corrida e lhes dê tudo o que precisam para passar para a F3 e, esperançosamente, para a F2 e depois o auge da F1. Quanto mais oportunidades houver, melhor e isso foi projetado para fornecer outro caminho para o sucesso dos pilotos”, disse o presidente e CEO da Fórmula 1, Stefano Domenicali.

A F1 Academy contará com cinco equipes, oriundas da F2 e F3, que usarão três carros cada. A temporada contará com sete etapas, nas quais serão realizadas três corridas cada, chegando a 21 provas ao longo do ano. O calendário completo será divulgado em breve.

“Todos devem ter a oportunidade de seguir seus sonhos e alcançar seu potencial, e a Fórmula 1 quer garantir que estamos fazendo todo o possível para criar maior diversidade e rotas para este esporte incrível”, completou Domenicali.

Diversidade

CEO da Formula Motorsport Limited, Bruno Michel será o responsável pela nova categoria. “Estou muito animado para lançar a F1 Academy. A diversidade é extremamente importante no automobilismo e, com a F1 Academy, provaremos que as mulheres pilotos têm tudo para competir em alto nível. Estou absolutamente convencido de que, se as jovens tiverem a mesma experiência que qualquer outro motorista, elas poderão abrir caminho com sucesso na pirâmide”, completou.

Ele ainda revelou as motivações que levaram à criação da categoria. “Nosso objetivo é ver pilotos do sexo feminino no grid da F3 nos próximos dois a três anos, e que elas desafiem rapidamente por pontos e pódios. O objetivo é aumentar o alcance no futuro próximo, porque esperamos que esta categoria inspire mais jovens a competir no automobilismo ao mais alto nível”, finalizou.

A F1 Academy é a segunda iniciativa do gênero nos últimos anos. A W Series também tem como foco as mulheres, mas teve que encerrar 2022 de forma precoce por falta de recursos. As três últimas corridas foram canceladas e Jamie Chadwick, única vencedora da competição, foi decretada campeã antecipadamente. A categoria não recebeu o dinheiro previsto do investidor, mas retornará em 2023.

“A Fórmula 1 quer garantir que as aspirantes a pilotos tenham as melhores oportunidades de atingir seu potencia. A W Series continua a proporcionar uma grande plataforma para os pilotos, e a F1 Academy pretende acrescentar uma rota extra para a próxima geração de jovens pilotos mulheres, que correrão em um ambiente que lhes permitirá ganhar uma experiência fundamental graças a uma grande quantidade de tempo de pista”, diz o comunicado, que confirma que a F1 Academy terá sanção da Federação Internacional do Automobilismo (FIA).

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Fórmula 1 lança a F1 Academy, categoria de base para mulheres

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.