Por Redação
Imagem da série Amor e Anarquia

Mal chegou ao catálogo da Netflix, a série sueca Amor e Anarquia (Love & Anarchy) promete bons momentos de tensão para o público. Tanto é verdade que já se especula se haverá uma segunda temporada, mas ainda não há confirmação dessa continuação. A produção é composta por apenas oito episódios, com duração de meia hora, aproximadamente, cada um deles.

A consultora Sofie Rydman (Ida Engvoll), casada e mãe de dois filhos, é contratada para modernizar uma antiga editora de livros e, para isso, contará com a ajuda de do jovem Max Järvi (Björn Mosten), um técnico de TI. Ao ser pega pelo rapaz quando estava fazendo algo impróprio, a relação entre os dois tomará nova dimensão.

A partir daí, Sofie e Max começam um inesperado jogo de sedução, que começa inocente mas tomará outros rumos. De forma escondida e inocente, os dois se desafiam a fazer coisas que questionam as regras sociais da vida moderna. Mas a brincadeira ganha contornos mais ousados e as consequências serão na mesma proporção.

Com o passar do tempo, os desafios vão ficando cada vez mais complicados e arriscados. Em um determinado momento, o que seria uma diversão passa a significar um risco para a empresa, o que faz com que Sofie repense o que está fazendo. Mas deixar o jogo pode não ser assim tão simples.