O que você seria capaz de fazer por amor? O ápice do grande dilema proposto na novela “Por Amor” (1997), de Manoel Carlos, vai ao ar nesta segunda-feira (10), a partir das 16h45, no Vale a Pena Ver de Novo, da Globo. É a icônica cena em que Helena (Regina Duarte) troca seu bebê saudável pelo filho morto de Eduarda (Gabriela Duarte).

Foto: (Reprodução/TV Globo)

Gabriela Duarte lembra que a gravação da troca das crianças foi tratada com muito cuidado, porque era o ponto alto da história, o divisor de águas da trama. “O que me impressiona é que mesmo mais de 20 anos depois, as pessoas continuam tendo a mesma emoção e expectativa da época. A novela é mesmo muito atemporal e virou um clássico da teledramaturgia”, afirma a atriz.

Na trama de Manoel Carlos, mãe e filha ficam grávidas juntas e vão dar à luz na mesma noite. Mas uma tragédia acontece na maternidade. Eduarda tem uma complicação durante o parto, e os médicos são obrigados a retirar o útero da jovem. Para piorar o cenário, durante a noite, o filho dela morre de forma súbita.

Em meio a raios e trovões, Helena, transtornada com a catástrofe da filha, decide pelo impensável. Com a ajuda do médico César (Marcelo Serrado), ela faz a troca dos bebês. No dia seguinte, Helena diz a todos que o seu filho não resistiu, e Eduarda passa a cuidar do irmão como filho sem saber.

Regina Duarte afirma que a atitude da sua personagem dividiu o público todas as vezes em que a novela foi ao ar -“Por Amor” foi exibida duas vezes pelo Viva em 2010-2011, e em 2017; e em 2002, pela primeira vez no Vale a Pena Ver de Novo. “Houve quem fosse contra, sim, mas acho que a reação a favor foi mais forte”, diz.

Antonio Fagundes, que fazia o papel de Atílio, pai do bebê de Helena, destaca que a cena foi fundamental para todo o desenvolvimento da trama. Na novela, o personagem do ator fica completamente arrasado ao saber da suposta morte do filho, que era tão desejado.

“Foi difícil de fazer [as cenas], porque a gente tinha que descobrir o tom exato daquilo, ao mesmo tempo em que lançava o problema da novela, explicando, de certa forma, o nome da trama: ‘Por Amor'”, afirma.

Em sua segunda exibição no Vale a Pena Ver de Novo, “Por Amor” é novamente um sucesso. No PNT (Painel Nacional de TV), a novela tem média de 16 pontos no Kantar Ibope (cada ponto equivale a 254.892 domicílios).

Segundo a Globo, o resultado é o melhor para a faixa desde “Senhora do Destino” (2004-2005), reprisada em 2017. Em São Paulo, a média também é de 16 pontos, já no Rio de Janeiro é de 18. O melhor desempenho da trama é em Belém, em que a novela marca 25 pontos.

Cortes

Nas redes sociais, telespectadores têm reclamado de cortes na novela. Na última quinta-feira (6), por exemplo, na cena em que Branca (Susana Vieira) e Milena (Carolina Ferraz) têm uma briga feia, a megera dá um tapa na cara da filha. Na verdade, na cena original, Branca dá cinco bofetadas em Milena. Na primeira vez em que foi exibida no Vale a Pena Ver de Novo, a trama também teve cenas editadas.

Nota encaminhada pelo departamento de comunicação da Globo diz que todos os conteúdos da emissora, quando produzidos originalmente para outros horários, “podem passar por ajustes e adequações ao serem reexibidos”. “Sempre com o cuidado de não comprometer a essência da obra e das tramas abordadas.”