De volta no horário nobre, “Fina estampa” foi o segundo e o último trabalho de Vitor Lucas na TV. O carioca de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, ganhou o papel de Leonardo, o filho bonzinho de Dagmar (Cris Vianna) e irmão de Leandro (Rodrigo Simas), logo após integrar o elenco fixo de “Malhação ID” (2010). Há quase uma década afastado das novelas, Vitor, hoje com 27 anos, casado e com três filhos (o terceiro vai nascer em junho), exerceu diversas profissões para sustentar a família desde a participação na novela. Foi cozinheiro, pizzaiolo, forneiro, garçom, e até o ano passado estava dando expediente como churrasqueiro na calçada de um restaurante de uns tios, no centro de Caxias.

 

Foto: Reprodução/Rede Globo

 

“Trabalhava das 8h às 21h, era muito cansativo. Mas é legal poder conseguir ter essa versatilidade e aprender outras profissões. O trabalho de ator é muito instável e incerto. A gente precisa ter um plano B, uma segurança, e está preparado para tudo. O que não pode é parar, desistir. Todo o trabalho é digno. Não é porque eu fiz novela das 8, fui a ator global e tal. Acabou o contrato, a vida continua, hora de aprender outra coisa”.

Vitor admite, no entanto, que logo após deixar a novela, chegou a ter uma preocupação em trabalhar e outras atividades que não fosse atuar:

Para ler a matéria completa no Portal Extra clique aqui.