A sensibilidade poética da palavra escrita e falada, conduzem a escolha no repertório da série Em Negrito, idealizada pela cantora e compositora, Rubia Divino e com exibição no canal oficial da artista, no YouTube, com versões inéditas de suas músicas e canções que, inspiram sua trajetória. 

Embora o projeto tenha sido idealizado com o intuito de realizar outras ações, Rubia Divino readaptou o formato do “Em Negrito” para poder desenvolver em casa, neste momento e atender as medidas para o enfrentamento contra o Covid-19. (Arte: Lucas Cabaña)

A primeira temporada gravada em Curitiba, traz a participação especial do guitarrista, arranjador e compositor curitibano, André Machado. O vídeo com o pout-pourri de Colheita (Rubia Divino) e Tudo Que Transborda (Rubia Divino) já está disponível no canal. 

André Machado, é um músico e parceiro de trabalho incrível e gosta de desafios que, é essencial para o artista. Nós tínhamos um tempo curto para adaptar os arranjos de banda completa feitos pela Érica Silva [integrante da banda Mulamba] para o formato de violão e voz”, revela Rubia Divino

Mesmo com pouco tempo, ao lado de André Machado, foram gravados cinco episódios na capital paranaense. Do repertório desta temporada, entre os compositores escolhidos estão, Rhuan Rodrigues (Quem é Você) e a parceria entre Gusta Proença e Léo Fé (Aguerê). 

Além das minhas músicas, eu escolhi cantar a composição ‘Aguerê’ de Gusta Proença e Léo Fé. Além que fala por si só, sobre a nossa ancestralidade”, ressalta Rubia Divino sobre o episódio mais recente. Até a metade de junho, todos os episódios entram no ar. 

Rubia Divino revela que, no segundo semestre, será gravado novos episódios da próxima temporada, ainda sem data definida de estreia. Porém, Maringá foi a cidade escolhida pela artista para realizar as novas filmagens. 

Eu amadureci musicalmente em Maringá, participei de diversos coletivos, projetos e festivais, tudo isso faz parte da minha construção. E com o ‘Em Negrito’ eu quero contar sobre essa trajetória e apresentar novos nomes da cena musical”, instiga a artista sobre as próximas gravações. 

Embora o projeto tenha sido idealizado com o intuito de realizar outras ações, Rubia Divino readaptou o formato do Em Negrito para poder desenvolver em casa e atender as medidas para o enfrentamento contra o Covid-19. 

Nunca foi tão importante o engajamento do público nas redes sociais e canais de mídia, como o YouTube. A arte continua, chegando na casa das pessoas mesmo que o artista não seja contemplado com a devida assistência financeira de programas emergenciais governamentais. O nosso cachê ainda depende do público, só, que, desta vez, o apoio é online”, esclarece Rubia Divino

Sexta FeiraChegamos vivos a mais um final de semana! É de agradecer ♡Como tá por aí bonitos?Hoje tem estreia no…

Posted by Rubia Divino on Friday, April 17, 2020

Os episódios gravados em Curitiba, foram realizados no Estúdio Ponto Z, do músico Miguel Zattar e contou ainda, com o videomaker, Matheus Mantovanni, idealizador do selo Onça Discos, a produção assinada por Max Miranda da Fenda 044 de Maringá e assessoria de comunicação por Lucas Cabaña