Wanessa já sofreu boicotes por seu sobrenome (Foto: Divulgação)

Wanessa Camargo já foi considerada uma das maiores promessas da música brasileira. Com seus trabalhos alternando entre o POP e sertanejo, além de ter tentado uma carreira internacional, a cantora mal decolou no Brasil. Filha de Zezé Di Camargo e esposa de um dos maiores contratantes de shows do Brasil, Wanessa, que recentemente pediu o fim da rivalidade entre cantoras sertanejas, já chegou a retirar o seu sobrenome para a carreira devido à rejeição.

+ Acompanhe as últimas notícias do Movimento Country no Instagram

Em sua fase pop, Wanessa cantou música internacional, dançou e mirou no mercado norte-americano. Também apelando para o lado sensual, seu último trabalho pop, “Mulher Gato”, causou polêmica devido ao forte teor sexual e frases de duplo sentido. A internet não simpatizou com a música e a acusou de copiar Anitta, sendo necessário que Zezé Di Camargo a defendesse.

Wanessa já recebeu todo tipo de crítica possível da mídia e público devido a essa alternância entre os ritmos musicais e, como muitos definem, “desespero para hitar”. Em uma live com a apresentadora Adriane Galisteu na noite da última segunda-feira (22), Wanessa falou sobre o preconceito que recebeu por seu sobrenome “Camargo”, sendo obrigada a escondê-lo para evitar os boicotes que sempre recebia: “As rádios pop não me tocavam por ser Camargo. Então, tirei meu sobrenome para um trabalho específico. Tirei para os trabalhos em inglês”, disparou.


+ Leia a continuação no portal Movimento Country clicando aqui!