Imitar políticos que estão no poder ou disputando eleições não é uma exclusividade brasileira, como alguns devem supor. Prova disso foi a paródia do primeiro debate dos Estados Unidos, exibida na noite deste sábado (3), no Saturday Night Live, durante episódio que marcou a estreia da 46ª temporada do humorístico. (assista abaixo)

Diante de um público restrito devido a pandemia do coronavírus, Alec Baldwin, 62, revisitou sua já conhecida versão de Donald Trump, 74. Porém, o destaque da noite ficou por conta da estreia de Jim Carrey, 58, interpretando o candidato democrata Joe Biden, 77, papel que já foi dos atores Woody Harrelson, 59, e Jason Sudeikis, 45.

Com uma fita métrica, Carrey mediu o espaço entre ele e Baldwin, zombando com a necessidade de distanciamento social em relação a Trump, diagnosticado recentemente com Covid-19. O ator também brincou com uma fala de Biden no debate ocorrido dia 29 de setembro, na qual ele mandou que o atual presidente dos Estados Unidos se calasse.

A noite foi especial não só pela estreia de Carrey, que deve imitar Biden durante toda a temporada, mas também porque foi a primeira transmissão ao vivo da atração após quase sete meses. Chris Rock, 55, foi o responsável por abrir o programa e em seu monólogo, além de falar sobre o coronavírus, fez duras críticas a questões políticas dos Estados Unidos.

O humorista lembrou ao público que os pré-requisitos para que alguém seja presidente do país norte americano é ter 35 anos e ter nascido nos Estados Unidos. “É assim que chegamos nessa situação”, disse ele. “Deveria haver algumas regras para ser o presidente. Você percebe que há mais normas em um game show do que para concorrer à presidência? Donald Trump saiu de um game show para disputar à presidência porque era mais fácil”.

No discurso dele não faltaram críticas às outras esferas políticas também. “Nós concordamos nos Estados Unidos que não deveríamos ter reis, mas temos duques e duquesas dirigindo o Senado e o Congresso, tomando decisões pelos pobres, ricos decidindo por pobres. É como seu amigo lindo dando a você conselhos sobre namoro”, brincou.

Ele finalizou sua participação, que apesar de dura foi bem-humorada, com uma frase do romancista e crítico social, James Baldwin (1924-1987): “Nem tudo que enfrentamos pode ser mudado, mas nada pode ser mudado até que seja enfrentado”.