O pedido de separação de Gusttavo Lima para Andressa Suíta causou surpresa não somente para os fãs como também para a própria influenciadora digital. Segundo ela, o ex-marido a acordou para comunicar sua decisão e não lhe deu chances para salvar o casamento. Esse relato levantou nas redes sociais um debate sobre responsabilidade afetiva e a coluna procurou a psicóloga Marcia Fervienza para entender sobre o assunto.

Foto: Reprodução/Instagram

“Como nos sentimos a respeito de uma ação tem a ver com as nossas experiências, filtros e expectativas. Quando falamos de responsabilidade afetiva estamos falando da habilidade que temos de responder emocionalmente a determinada situação. E quem define a nossa capacidade de responder a determinadas situações emocionais? Nós mesmos. Como diz o livro O Pequeno Príncipe: somos responsáveis por aquilo que cativamos”, explica.

Ou seja, o outro não é responsável pelas emoções do parceiro. Mesmo assim, isso não exime os companheiros de terem cuidado dentro de uma relação.

Para ler a coluna de Leo Dias completa no portal Metrópoles, parceiro da Banda B, clique aqui.