Miguel Falabella, 64, está prestes a estrear como YouTuber. O ator e diretor de televisão, que finalizou seu contrato com a Globo no início do ano após 38 anos de casa, terá seu próprio canal na plataforma de vídeos.

Chamado “Saber Não Ocupa Espaço”, o projeto conta com o incentivo da farmacêutica Hypera Pharma, empresa da qual a partir de agora Falabella vai assinar como curador criativo. A novidade foi contada em primeira mão à reportagem, durante uma entrevista realizada esta quarta-feira (25). Segundo o ator, ele irá abordar curiosidades e cultura em seus vídeos.

“É uma coisa nova, absolutamente criativa. Vou falar sobre esses assuntos de uma maneira leve, interessante e que chegue até as pessoas. Eu acredito que a educação nesse país deve ser incentivada, temos a obrigação de fornecer esse tipo de conteúdo”, afirma ele, que também crítica o atual governo de Jair Bolsonaro (sem partido).

“Por que não há uma alma que realmente investe em educação? É uma pergunta que me faço constantemente. Será que esses políticos não colocam a cabeça no travesseiro e dormem sabendo que milhares de crianças não têm acesso à educação básica?”, indaga o artista, por telefone.

Foto: Reprodução/Twitter

Além do canal no YouTube, que estreia já no próximo mês -porém sem data definida-, Falabella está em outro projeto em parceria com a farmacêutica, que segundo ele, está procurando maneiras de inserir os produtos em uma possível dramaturgia.

“Estamos produzindo um desenho animado para adultos ‘A Família Marco: Que se trata unida’. Pra mim, é um novo desafio a essa altura da vida”, diz Falabella. Cumprindo quarentena em seu apartamento em São Paulo, na região dos Jardins, o ator recebeu diagnóstico positivo para Covid-19 há cerca de 15 dias, após se apresentar com a peça “A Mentira”, no Festival Cortinas Abertas no Teatro Santander, em São Paulo.

Além de Falabella, as atrizes Alessandra Verney e Zezé Polessa também contraíram o vírus. Para o dramaturgo, o resultado não causou medo, e sim uma surpresa indesejada. “Tenho bons médicos e na verdade não tive sintomas, acho que o medo vem quando você tem todos os sintomas. É claro que a gente leva um susto, é uma coisa completamente inesperada, principalmente porque eu tomei todas as precauções e só saí para fazer o espetáculo.”

Esperançoso enquanto à vacina, Falabella diz acreditar que ainda irá demorar um tempo para a vida ficar no ritmo normal. “Ainda bem que estou criando um desenho animado, que não depende de atores e podemos trabalhar online, e assim o trabalho não para”, conta.