(Foto: Instagram)

 

Quem conhece Adriano Imperador sabe o quanto ele é mão aberta. Já chegou a pagar R$ 30 mil por mês a um restaurante pelas resenhas regadas à base de picanha e muita cerveja gelada. E é justamente essa qualidade que vem preocupando os amigos e a família dele. Sem jogar profissionalmente desde 2016, quando fez dois jogos pelo Miami United, dos Estados Unidos, o atacante já não consegue manter o mesmo padrão de vida que levava quando ganhava milhões de euros.

Em dezembro, Adriano viajou na companhia da mãe e de uma assessora para Milão onde ainda tem muitos imóveis. O jogador precisava tomar ciência das dívidas com o fisco italiano e colocou parte de seu patrimônio à venda. A lancha negra que tinha, cujo nome era seu apelido, Didico, foi vendida por R$ 6 milhões há três anos. O valor de mercado do tal barco era praticamente o dobro.

Para ler a matéria completa no Extra clique aqui.