O ator Rupert Grint, 31, o Ron Weasley de “Harry Potter”, estreou no Instagram na terça (10), e 24 horas depois já soma 2,4 milhões de seguidores. Na sua primeira foto publicada, ele aparece com a filha no colo. O artista também revelou o nome da menina, que nasceu em maio e é fruto do seu relacionamento com a atriz Georgia Groome. Ela se chama Wednesday G. Grint.

“Olá Instagram… apenas dez anos atrasado, mas aqui estou. Grint no Gram. Apresento todos vocês a Wednesday G. Grint. Se cuidem, Rupert”, escreveu na legenda.

Grint e outros atores de “Harry Potter” criticaram a escritora britânica J.K. Rowling, 54, por comentários considerados transfóbicos.

 

Rupert Grint, de Harry Potter, é dono de império imobiliário. Foto: Reprodução/YouTube

 

Em junho, a autora da saga usou sua conta no Twitter para comentar um artigo sobre “pessoas que menstruam”. “Pessoas que menstruam’. Tenho certeza que costumava haver uma palavra para essas pessoas. Alguém me ajude?”, escreveu.

Em seguida, internautas a acusaram de estar desconsiderando a vida de mulheres transexuais, ao que respondeu que aquela seria uma questão de “sexo”. “Se sexo não é real, a realidade vivida por mulheres globalmente é apagada. Eu conheço e amo pessoas trans, mas apagar o conceito de sexo remove a habilidade de muitos discutirem suas vidas. Não é ódio falar a verdade”, afirmou.

Uma enxurrada de internautas logo se posicionou contra J.K. Rowling, o que levou atores que ganharam fama graças às adaptações de sua saga literária para o cinema a se posicionar.

O último deles foi Grint, que interpretou Rony Weasley nos oito filmes de “Harry Potter”. Em entrevista ao jornal britânico The Times, o ator disse que permanece “firme ao lado da comunidade trans”.

“Mulheres trans são mulheres. Homens trans são homens. Todos nós devemos ter o direito de viver com amor e sem julgamento”, disse à publicação.