Quatro dias após dar à luz Raika, Romana Novais, 28, esposa do DJ Alok, 29, explicou a situação que a levou ter complicações no parto, que aconteceu de forma prematura na quarta-feira passada (2). A segunda filha do casal -este ano eles tiveram Ravi, de 11 meses- nasceu de oito meses e ainda permanece na UTI, enquanto Romana está em casa em isolamento por conta da Covid-19.

“Eu estava correndo risco de vida, e graças a deus eu tô viva, tô bem, deu tudo certo. Fiquei na UTI logo em seguida o parto, não tive opção. Ainda não pude pegar ela no colo, amamentar”, afirmou a médica que gravou uma série de stories em seu Instagram. “Me encontrei numa situação que não desejo a ninguém, estou assustada até agora. Não me canso de agradecer e dizer que foi um milagre o que vivi. Minha pequena me salvou, a gente se salvou”, completou.

Foto: Reprodução/Instagram

Também diagnosticado com o novo coronavírus, Alok lamentou o fato de estar longe de Raika e Ravi. Através das redes sociais o produtor musical disse que “daria tudo pra poder abraçar os filhos”. “Paciência que tudo vai dar certo”, afirmou ele. Na terça-feira passada (1º), o DJ revelou que contraiu o vírus. Na ocasião, ele disse que estava bem e por isso precisou adiar a live especial de fim de ano que aconteceria no último sábado (5) para o dia 19 de dezembro.

Romana Novais deu detalhes sobre o susto que levou ao ter que parir Raika ainda sem completar 37ª semanas de gestação. Após tomar uma vacina corriqueira, Romana começou a sentir fortes dores no corpo. “Parecia que todos os meus ossos estavam sendo quebrados. Comecei a ter muita febre, mas não tive alteração respiratória”, afirmou.

Foto: Reprodução/Instagram

Por precaução, o casal realizou o teste de Covid-19. “O dele [Alok] saiu positivo, e foi quando tive a certeza de que estava também. Particularmente fiquei com muito medo da doença. A gente não tem visto muitos casos de complicação em gestante, mas aconteceu comigo”, explicou Romana, que no dia 1º de dezembro começou a ter contrações e em seguida um sangramento.

“Até então minha gravidez estava sendo super saudável, infelizmente a Covid me escolheu, e acredito muito que tenha sido para trazer essa informação para vocês”, disse. Após o sangramento, a família correu para o hospital com a equipe médica. “Tudo que eu pensava era que eu precisava salvar a minha filha”, afirmou.

Com bastante medo, Romana Novais disse que após chegar na unidade hospitalar tudo aconteceu de forma rápida. “Nem esperava que fosse conseguir fazer um parto natural, mas ela precisava sair, eu continuava sangrando muito”, contou.