Zé Neto e Cristiano fizeram, nesta sexta-feira (7), sua primeira live desde que o primeiro dos cantores da dupla contraiu a Covid-19. Ao longo das cerca de cinco horas de evento virtual, os sertanejos cantaram seus principais sucessos, receberam os amigos Edson e Hudson e ainda aproveitaram para criticar a cultura do cancelamento.

(Foto: Divulgação)

 

Isso porque Zé Neto recebeu uma enxurrada de críticas nas redes sociais depois de publicar um vídeo debochando do isolamento social necessário para combater a pandemia de coronavírus. Na gravação do fim de julho, o músico aparece em um encontro de amigos, em que todos estão sem máscara.

“Para evitar os ‘mimizentos’ também, todo mundo vai perguntar ‘por que vocês estão todos sem máscara?’. Porque todo mundo aqui já pegou a Covid”, disse ele na ocasião, rindo. “É a turma do Covid aqui.”

A brincadeira foi rapidamente rechaçada pelos internautas, que acusaram Zé Neto de fazer piada com um assunto sério e de desrespeitar o isolamento social, e o sertanejo acabou sendo “cancelado” por muita gente.

Indignado com a repercussão negativa, ele resolveu citar o caso durante a live desta sexta –mesmo que já tenha publicado nas redes sociais, na semana passada, um outro vídeo, pedindo desculpas.

“Pode meter o pau em nós, pode xingar. Todo mundo já fez cagada na vida”, disse ele durante a live, em meio a diversas citações a Deus e também a inúmeros palavrões.

“Mas o que eu acho engraçado é que é uma ‘trupicadinha’ que você dá e todo mundo vai atrás, que nem juiz de internet. Desculpa a minha revolta, mas tem juiz de internet que chega e fala assim: ‘Nossa, ele fez tal coisa, vamos cancelar ele, vamos não sei o que lá, vamos pisar na cabeça, vamos enterrar, esse cara tinha que estar na geladeira’. Mas é o seguinte, esses caras que vocês estão tentanto enterrar e pôr na geladeira arrecadam milhões de reais para o Hospital do Câncer”, disse.

Zé Neto ainda citou outras instituições beneficiadas por arrecadações promovidas pela dupla e disse que, durante a pandemia, ele “perdeu as contas de quantas toneladas conseguiu arrecadar”.

“Mas é o seguinte, gente, se você errar, tomara a Deus que não tenha juízes da internet para cancelar vocês”, afirmou. “Se vocês tivessem me cancelado, milhares de famílias estariam sem comer, milhares de hospitais estariam sem verba. Então graças a Deus tem um Deus lá em cima que não dorme, e eu erro sim porque eu sou ser humano.”

Ele pediu ainda que as pessoas “coloquem na balança os prós e os contras antes de vir cancelar” e chamou de babaca quem decidiu cancelá-lo por causa do ocorrido.

“Você que fica aí atrás do celular falando ‘vou te cancelar’, levanta o seu cu do sofá e faz alguma coisa. Ajuda alguém, filho de uma… Boa mãe”, completou Cristiano.